Incentivar e apoiar os esforços desenvolvidos pela Comunidade, Estados-Membros e pelas autoridades locais é o objectivo do Ano Europeu das Actividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Activa.

A iniciativa adoptada pelo Conselho da União Europeia pretende ser uma chamada de atenção dos europeus, sublinhou Elza Chambel, presidente do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado.

O propósito do Ano Europeu do Voluntariado divide-se em quatro grandes objectivos específicos: criar um ambiente propício ao voluntariado na União Europeia; dar meios às organizações que promovem o voluntariado para melhorar a qualidade das suas actividades; reconhecer o trabalho voluntário; sensibilizar as pessoas para o valor e a importância do voluntariado.

Segundo a agência Lusa, que cita os dados do Eurobarómetro, há, actualmente, mais de cem milhões de europeus a fazerem trabalho voluntário, mas, ainda assim, é necessário um maior envolvimento por parte dos cidadãos, uma vez que as metas traçadas até 2015 estão cada vez mais difíceis de alcançar, alertam os últimos estudos das Nações Unidas (ONU).

Em Portugal, a Confederação Portuguesa de Voluntariado (CPV) afirma que o próximo ano servirá para fazer a “radiografia” ao número de missões voluntárias que existem e de pessoas que se dedicam a esta actividade, actualmente desconhecido. Os objectivos nacionais passam por dar mais visibilidade ao que se faz, de forma a tentar ultrapassar as principais dificuldades com que se deparam as organizações, sobretudo financeiras e logísticas.

Entre activos e “esporádicos”, Portugal tem cerca de um milhão e meio de voluntários distribuídos por várias áreas, segundo dados de 2001 e revelados pelo Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado.

O NT vai divulgar, ao longo do ano, algumas histórias de pessoas que fizeram ou fazem voluntariado, tentando descortinar o que motiva alguém a dar de si ao outro sem esperar nada em troca.

Se tem uma experiência no voluntariado que queira partilhar com o NT, contacte-nos através do email jornal@onoticiasdatrofa.pt.