A Associação Sons e Cantares do Ave celebrou este sábado a ceia de Natal e apresentou o primeiro CD de música popular do grupo. Para Alcino Lima, presidente da associação este foi “o ano dourado, pois tivemos bastantes saídas e culminamos com a apresentação do CD”.

 Há quatro anos a tocar e cantar os sons do Ave, o Grupo comemorou o seu “ano dourado” com familiares e amigos, o Rancho Folclórico de Santiago e S. Martinho de Bougado, a Inatel de Braga, e várias figuras do concelho como o presidente da Câmara, Bernardino Vasconcelos, o vice-presidente, António Pontes, o presidente da Junta de Santiago de Bougado, António Azevedo e vários órgãos de comunicação social.

“Resolvemos fazer uma ceia de Natal, e ao fazer a Ceia de Natal também fazer a apresentação do nosso novo CD musical, que é um acumular de 4 anos de trabalho”, explicou Alcino Lima, presidente do grupo.

O grupo já conhecido a nível local, também actuou em Santo Tirso, Famalicão e “até a nível nacional”.

O mais recente concerto foi no dia 1 de Dezembro: “o nosso grupo disponibilizou cinco tocadores para ir a um festival de música do Inatel, no Teatro da Trindade em Lisboa, foi uma jornada de música popular muito bonita. Além de haver cavaquinhos que eram 60, também houve à volta de 50 concertinas que vieram de Viana do Castelo”.

O CD é o culminar destes quatro anos de trabalho ao serviço da música, no entanto “não vai dar lucro, é apenas para promover o grupo e a música popular”, afirmou o responsável.

Por isso contam com os apoios da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, e ainda do Inatel que “nos deu um pequeno subsídio para minimizar os custos das despesas”, adiantou Alcino Lima.

O grupo Sons e Cantares do Ave é composto por 8 elementos e é, neste momento, uma associação com 35 associados.