visita-ana-saldanha-1

Os alunos do Colégio da Trofa foram contemplados com a visita da escritora portuense Ana Saldanha, que aderiu ao encontro com as escolas, actividade inserida no V Encontro Lusófono de Literatura Infanto-Juvenil.

No âmbito do V Encontro Lusófono que reuniu na Trofa alguns nomes sonantes da literatura infanto-juvenil, o Colégio da Trofa foi uma das escolas contempladas com o encontro pessoal entre escritores e alunos. A escritora portuense Ana Saldanha visitou, no passado dia 6 de Maio, a comunidade escolar do Colégio da Trofa, onde partilhou ideias e mensagens com os alunos, alguns deles que sonham no futuro seguir os passos da escritora.

Em declarações ao NT, Ana Saldanha considerou a experiência “muito agradável” e actividades como o Encontro Lusófono “muito importantes”, porque “dinamizam a leitura e permitem abrir horizontes e janelas para mundos muito bonitos”.

“Gosto muito de conhecer os meus leitores, gosto de saber o que eles acham dos meus livros”, afirmou, revelando que gostou muito de conhecer os alunos da Trofa. “Reparei que há um grande interesse pelos livros, que está a ser promovido e cultivado pelos professores, que na maior parte das vezes são os agentes mais importantes para fomentar o interesse pela leitura, mas também pela Casa da Cultura da Trofa, que tem um papel muito influente nessa divulgação do livro”, sublinhou.

A visita da escritora foi recebida com “muito entusiasmo e muita honra” no Colégio da Trofa, segundo Manuel Pinheiro, director pedagógico da instituição de ensino. “São iniciativas muito bonitas, o Colégio tem aderido a esta iniciativa da Câmara e momentos destes são muito úteis para a formação global dos jovens”, referiu ao NT.

Manuel Pinheiro não deixou de enaltecer “dois alunos do 8º ano, que foram a Lisboa receber um prémio por trabalhos publicados a concurso pela Editorial Caminho”. “Estes momentos são óptimos para motivar os alunos para eles crescerem e se formarem no domínio da escrita e da leitura”, ressalvou, acrescentando que “o Colégio da Trofa aposta em todas as iniciativas que ajudem a promover o crescimento global dos jovens, em particular a leitura e a escrita”.