Apesar da extensa área florestal, dos inúmeros cursos de água que atravessam o espaço natural do nosso concelho e de uma cultura com as suas raízes na terra, a Trofa não tem sabido ao longo dos anos, potenciar todas as oportunidades que a nossa riqueza ambiental nos oferece. É inexistente no concelho da Trofa uma correta e eficaz estratégia de proteção e dinamização ambiental que explore e extraia do ambiente em terras trofenses, todas as potencialidades que este coloca ao nosso dispor.

Em tempos de crise, urge explorar e aproveitar todas essas oportunidades, como aliás já o têm feito (e bem) alguns dos municípios nossos vizinhos.

Os tempos de crise e de acalmia económica são inevitavelmente tempos difíceis para todos, mas são também tempos propícios à reflexão, ao reequacionar de novos caminhos, ao repensar e redesenhar de novos paradigmas sócio-economómicos, assentes na economia verde, na sustentabilidade, na proteção ambiental e nos recursos endógenos oferecidos pela envolvente natural.

Um património ambiental enriquecido e devidamente preservado, é possivelmente a melhor herança que podemos deixar às futuras gerações trofenses. Um património que uma vez destruído ou amputado muito dificilmente será recuperado.

Todos sabemos que os impactos ambientais decorrentes de processos de urbanização e industrialização desordenados têm sido continuamente ignorados e negligenciados no nosso concelho em detrimento de uma vã ilusão de crescimento económico. Os nossos rios estão hoje permanentemente poluídos, as nossas ribeiras estão imundas e transformam-se demasiadas vezes em vergonhosos e mal cheirosos esgotos a céu aberto. Os nossos lençóis freáticos são diariamente contaminados. Os índices de poluição do ar e sonora são elevados. Os maus cheiros são permanentes por todo o concelho e por vezes nauseabundos (afastando inclusive a população trofense do salutar convívio social ao ar livre). Os monstruosos contentores de recolha de resíduos sólidos urbanos, embora úteis, repugnam os trofenses pelas suas exageradas dimensões, pelas péssimas localizações onde estão colocados (nas zonas mais nobres da cidade e das freguesias) e pelo espaço envolvente sempre imundo e a carecer de limpeza e higienização periódicas. As nossas matas estão desvirtuadas e sufocadas por intermináveis exércitos de eucaliptos. Não existem espaços desportivos ao ar livre, redes de percursos pedestres ou ciclísticos que favoreçam o contacto entre os nossos munícipes e os espaços naturais do nosso concelho.

É pois urgente e fundamental valorizar o ambiente em todo o concelho da Trofa. É necessário encontrar, redesenhar e recuperar os espaços naturais por forma a favorecerem o contacto, a partilha e a interação entre a população trofense e seu meio ambiente. São necessárias novas estratégias de dinamização e educação ambiental, promovendo-se políticas de redução, reutilização, reciclagem e respeito pelo ambiente em todas as suas dimensões, fazendo destas uma prática constante.

Estando no nosso ADN fundador uma especial atenção às causas ambientais, o BLOCO DE ESQUERDA TROFA propõe um conjunto de novas políticas municipais que apostem na devolução da cidade e do ambiente às pessoas, através da despoluição dos nossos rios e ribeiras e da requalificação das suas margens; numa utilização cuidadosa e criteriosa dos territórios ambientalmente sensíveis; na criação de novos espaços verdes, redes de percursos pedestres e ciclovias para usufruto dos trofenses; promoção e apoio a programas de reflorestação com vegetação autóctone; revitalização e proteção de toda a área arborizada dos parques; na proteção do património natural e paisagístico do concelho; monitorização da qualidade do ar, dos solos e dos cursos de água; nos estímulos à consciência ambiental dos munícipes através de projetos de promoção e de educação ambiental; numa gestão eficiente mas discreta dos resíduos sólidos urbanos, sempre na ótica da sua redução, reutilização e reciclagem.

O BLOCO DE ESQUERDA TROFA está convicto que a adoção pelo município do conjunto de políticas acima propostas, propiciaria uma melhoria imediata e significativa da qualidade de vida em todo o concelho, assim como, simultaneamente ofereceríamos aos trofenses nossos descendentes uma incalculável herança para o seu futuro.

 

Gualter Costa

Coordenador Concelhio Bloco de Esquerda Trofa.

gualter.costa@outlook.com