As aulas ecológicas da AMAVE – Associação de Municípios do Vale do Ave já passaram pela Trofa. A Escola EB 2,3 de Alvarelhos inscreveu-se no projecto “Eco-Aulas” e esta sexta-feira, 54 alunos dos 5º e 6º anos tiveram a oportunidade de aprender novas práticas ambientais.

O SIRVA – Sistema Intermunicipal de Resíduos do Vale do Ave, entidade gerida pela AMAVE está a desenvolver a acção “Eco-Aulas” nas escolas do ensino pré-escolar e do 1º ciclo do Ensino Básico, nos seis concelhos que fazem parte do Sistema (Fafe, Guimarães, Santo Tirso, Trofa, Vila Nova de Famalicão e Vizela), que se inscreveram para o efeito.

Despertar a consciência para a problemática dos resíduos é o objectivo, por isso, estão envolvidos neste projecto cerca de 2.600 alunos, que têm contacto com estas aulas ecológicas desde o dia 20 de Outubro.

Entretanto as aulas ecológicas da AMAVE já passaram pela Trofa. A Escola EB 2,3 de Alvarelhos inscreveu-se no projecto “Eco-Aulas” e esta sexta-feira, 54 alunos dos 5º e 6º anos tiveram a oportunidade de aprender novas práticas ambientais.

Para Renato Carneiro, coordenador do Agrupamento de Escolas do Castro, frisou que esta é uma oportunidade única, visto que “os alunos vivenciam essas experiências e conhecem também outras práticas ambientais”, afirmou. Relativamente a estes projectos amigos do ambiente são já “uma tradição no agrupamento de escolas”, acrescentou o professor.

Também António Pontes, Vereador do Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal da Trofa enalteceu o trabalho ambiental nas escolas: “o trabalho no que diz respeito à questão dos resíduos sólidos urbanos, estamos a falar da separação dos resíduos e práticas correctas, no que diz respeito à utilização da produção de resíduos tem sido muito. A AMAVE e as Câmaras têm constatado que à medida que se vem fazendo um trabalho de sensibilização ao nível da população escolar, que os resultados de uma forma paulatina têm vindo a melhorar”.

Este programa “Eco-Aulas” procura, assim, segundo Pontes “sensibilizar a população escolar e apoiar os professores que estão a trabalhar com os alunos nesta área da cidadania e dos projectos escolares, para que cada vez mais adoptem estas boas práticas no que diz respeito ao ambiente e aos resíduos sólidos urbanos”, argumentou.

“Pensar global, agir local” é o lema da autarquia trofense, que assim tem conseguido aumentar a quantidade dos resíduos separados no concelho. “Aqui na Trofa, desde 2004, duplicamos a quantidade de resíduos separados que são entregues selectivamente na estação de tratamento de resíduos sólidos urbanos. Isto significa muito, porque estamos a falar de cerca de, por ano, 600 a 700 toneladas de resíduos que deixam de ir para a estação de tratamento e depois para aterro, para poderem ser valorizados do ponto de vista da reciclagem e com isso conseguirmos poupar o ambiente e também do ponto de vista económico”, afirmou.

As “Eco-Aulas” tiveram início no passado dia 20 de Outubro e irão decorrer até ao dia 19 de Dezembro nas várias escolas dos Municípios do Vale do Ave.