A Sara tem síndrome mielodisplásico e precisa de ajuda. Todas as colheitas de sangue são importantes para se descobrir um dador compatível com a menina.

A pequena Sara tem sete anos. Foi-lhe diagnosticado um síndrome mielodisplásico e precisa de um transplante de medula óssea para ficar curada. Para isso, esta criança conta com a participação de todos na colheita de sangue que se realiza no dia 22 de novembro, terça-feira, entre as 14 e as 17 horas, na escola profissional Cenfim, em S. Martinho de Bougado.

Pode participar na colheita qualquer pessoa saudável, dos 18 aos 45 anos. “Basta uma simples recolha de sangue para se tornar um dador de medula óssea”, refere fonte do Lions Clube da Trofa, associação que está a promover a colheita, na Trofa.

É aconselhável a inscrição através dos contactos telefónicos da instituição, 252 412 074 ou 917 226 898. Os interessados podem ainda contactar os pais da menina através do 965 075 439 ou 965 641 186.

Os apelos para ajudar esta menina multiplicaram-se nos últimos dias um pouco por todo o Norte do País. Paralelamente, o Lions Clube da Trofa continua a cumprir o calendário lionístico e no sábado, 12 de novembro, organizou mais uma colheita de sangue, no Muro, onde marcaram presença 70 pessoas e foram recolhidas 66 dádivas.

 

No dia 26 de novembro realiza-se uma nova colheita, desta feita na Escola Básica 2/3 da Vila de Ribeirão, entre as 9 e as 12.30 horas, a favor dos doentes do Hospital de S. João, no Porto.

No mesmo dia, o Lions Clube da Trofa realiza um jantar, na Casa da Agra, na Ribela, concelho da Maia, cujas receitas reverterão a favor das obras de solidariedade social e beneficência da associação.

As inscrições podem ser feitas através dos contactos 968 104 805, 911 506 588 ou 926 685 373.

 

 

{fcomment}