quant
Fique ligado

Edição 691

Afinal ainda não saímos da austeridade

Publicado

em

Ao fim de 4 anos de governação “geringonçada” e já no final da legislatura, o governo vem confirmar aquilo que sempre negou durante a governação socialista e apoiada pelos partidos de esquerda, os comunistas e os bloquistas: afinal ainda não saímos da austeridade. Foi preciso a “vedeta” do momento, o atual ministro das finanças e presidente do “Eurogrupo” (Mário Centeno) dizer isso mesmo a um jornal estrangeiro, o britânico “Financial Times”.

Por diversas vezes, o primeiro ministro e o ministro das finanças, assim como diversos dirigentes socialistas afirmaram, e até vociferaram vezes sem conta, que tínhamos saído da crise que governo anterior tinha provocado. Afinal foi preciso uma reportagem inglesa para desmentir tudo aquilo que os socialistas e seus aliados de esquerda andaram a dizer durante 4 anos. Só que já se sabia desta realidade, pois os investimentos na saúde, na educação e nas obras estruturantes do país estão completamente parados, desde que a “geringonça” chegou ao poder.

Os verdadeiros culpados da crise que ainda vivemos tem rosto e nome: José Sócrates e os seus ministros e apoiantes, com António Costa à cabeça, que foi o seu número 2, no pior governo de sempre, em tempo de democracia: o governo «socrático». Estes governantes socialistas deixaram o país numa crise tão profunda, que tiveram de pedir ajuda internacional, que ainda hoje estamos a pagar.
Só por curiosidade: sempre que o país teve de pedir ajuda internacional, porque as finanças públicas estavam à beira da rotura (três vezes – 1977, 1981 e 2011), os governos que solicitaram ajuda eram chefiados pelo secretário geral do PS de então (Mário Soares – 1977 e 1981; José Sócrates – 2011). Depois, para «endireitar» as contas públicas, os partidos conservadores foram chamados a governar em tempo de crise, por isso é que foram sempre apelidados de “maus da fita”.

Foi na reportagem do “Financial Times”, que o atual ministro das finanças (Mário Centeno), admitiu que não houve uma “drástica” reversão na austeridade durante a governação liderada pelo PS e apoiada pelos partidos de esquerda. Mas também afirmou (pasme-se!): o governo atual fez mudanças durante a legislatura, mas não foram grandes mudanças relativamente ao que estava a ser feito pelo anterior executivo (PSD/CDS-PP) liderado por Pedro Passos Coelho, que ainda hoje, a esquerda diz que a culpa de se viver em crise é dele.

Os socialistas, comunistas e bloquistas devem ter ficado com a cara e as orelhas a arder ao lerem as afirmações de Mário Centeno, o superministro das finanças portuguesas e presidente do “Eurogrupo”. Os fervorosos apoiantes da “Geringonça” andaram durante 4 anos a dizer mal do governo anterior e afinal o governo que apoiam fez as mesmas coisas que fez o governo de Passos Coelho.

No mesmo dia que saíram a público as afirmações de Centeno sai também uma notícia pouca abonatória para si e para a governação da “Geringonça”: o défice de 2019 vai ser o triplo do que diz o governo. Afinal a “vedeta” Centeno também falha nas suas previsões… e muito!
moreira.da.silva@sapo.pt / www.moreiradasilva.pt

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 691

Dionísio Moreira campeão mundial

Publicado

em

Por

A Trofa tem mais um campeão mundial e em dose dupla. Dionísio Moreira, lutador de Alex Ryu Jitsu na academia da PSP de Vila Nova de Famalicão, arrecadou dois títulos no Campeonato do Mundo de Artes Marciais, que decorreu entre 11 e 14 de abril, na ExpoEste, nas Caldas da Rainha.

O atleta trofense, que participou na categoria de super pesados (+91kg), venceu nas modaldiades de Light-K-WAC e Semi WAC, numa participação em que nem tinha “grandes expectativas”.

“Tive problemas físicos e regressei aos treinos há um mês, depois de um interregno de um mês e meio devido a um problema no joelho. Foi muito complicado esse período, porque estava a apostar tudo no mundial. Mas acabei por conseguir ganhar. Já procurava estes resultados há muito tempo. Fiquei muito feliz”, contou, em entrevista ao NT.

Praticante de Alex Ryu Jitsu desde 1997 – e com mais três anos de experiência no Kung Fu – Dionísio Moreira conquistou os primeiros títulos da carreira desportiva. Em maio, o objetivo é vencer o campeonato nacional, que tem lugar em Vermoim, Vila Nova de Famalicão.

Nas Caldas da Rainha, Dionísio teve a companhia do filho, Diogo, também praticante, que conquistou um 2.º lugar em Semi WAC.

Continuar a ler...

Edição 691

Jovem de S. Romão vence concurso internacional de gastronomia

Publicado

em

Por

Estudante do curso profissional de Técnico de Cozinha e Pastelaria, na Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento, de Santo Tirso, Lara Ferreira estreou-se em concursos internacionais com um 1.º lugar, na categoria “Chef Júnior”. A jovem, residente em S. Romão do Coronado, surpreendeu o júri do Concurso Internacional da Cebola com uma sobremesa.

Lara Ferreira sabia que o elemento surpresa era essencial para se destacar. A estrear-se num concurso – e logo internacional – a jovem da Trofa encarou o desafio com profissionalismo e elevou a cebola a uma categoria invulgar. Pediu ajuda ao chef do restaurante Excelência Wine House, onde estagia, e do brainstorming surgiu uma ideia arrojada: fazer uma sobremesa.

“Como é uma coisa mais complicada de fazer com cebola, pensamos que tinha mais hipótese de ganhar o 1º prémio. Pensamos na tarte tatin, que habitualmente é feita com maçã ou pera, substituindo a fruta pela cebola”, explicou a jovem.

A ideia inovadora parece ter resultado no sabor do prato confecionado, uma vez que Lara Ferreira conseguiu conquistar o júri, conquistando o 1.º lugar na categoria Chef Júnior do 4.º Concurso Internacional da Cebola, que decorreu no Castêlo da Maia, a 10 e 11 de abril, pelas mãos da Real Confraria da Cebola.

“Ainda hoje não acredito que ganhei. Ainda estou a receber muitas felicitações e há pessoas que elogiam o meu trabalho e o facto de ter entrado pela primeira vez num concurso, e logo internacional, e ter ganhado o 1.º prémio”, contou em entrevista ao NT, dias depois da consagração.

A jovem, de 17 anos e residente em S. Romão do Coronado, é aluna da Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento e frequenta o curso profissional de Técnico de Cozinha e Pastelaria. O projeto profissional de sonho passa por abrir o próprio negócio na área da pastelaria, onde se sente mais feliz e realizada. Mas, tem plano B: “Se não conseguir, opto por outra área, também ligada à cozinha”.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também