12º aniversário da AEBA foi assinalado com uma cerimónia simples. Associação empresarial distinguiu associados.

Para quem tem estado atento à atualidade portuguesa, Miguel Gonçalves dispensa apresentações. Com uma atitude peculiar, este “empreendedor” que tem o sonho de mudar Portugal foi uma das figuras na cerimónia que assinalou o 12º aniversário da AEBA, no dia 12 de abril, no auditório da associação empresarial.

O discurso inflamado e enérgico,acompanhado por um ziguezaguear pelo palco, “arrancou” gargalhadas e aplausos. Miguel Gonçalves é responsável pela Spark, agência de Braga, que desenvolve ações de formação, palestras e sessões de geração de ideias para empresas. Considera que “o que nos distingue não é sermos pessoas criativas, mas sermos rotweillers, aqueles que ladram e mordem com muita força e que nunca largam”, referindo-se à motivação.

Também Paulo Pereira da Silva, presidente da Renova, foi um dos testemunhos por ter um negócio de sucesso, ao conseguir exportar papel higiénico.

Outro dos momentos altos da cerimónia foi a entrega de prémios às empresas associadas há uma década e às que conseguiram o estatuto de PME Excelência. Quanto aos primeiros, a AEBA pretendia “homenageá-los pela dedicação e fidelidade”. Já a distinção para as outras visava “reconhecer o dinamismo e a inovação e incentivar os outros a esforçar-se para conseguir o mesmo”.

{fcomment}