quant
Fique ligado

Edição 421

AEBA assinala 13 anos com apresentação de sistema de incentivo à internacionalização

Publicado

em

A AEBA assinalou o 13º aniversário com a apresentação do projeto “Building Global”, que incentiva as empresas à internacionalização. Foi ainda assinado um protocolo de parceria com o Banco Bic e homenageadas as empresas associadas há uma década e as detentoras do prémio PME Excelência.

 “Há 13 anos a construir a ponte para o futuro”. Este é o lema da Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA), que este ano assinalou mais um aniversário com a apresentação de um novo projeto que promete alavancar as Pequenas e Médias Empresas: “Building Global”.

Este sistema de incentivo apoia a promoção internacional das empresas, orientando o produto interno para a procura externa, através de ações de formação, aumento do volume de negócio das empresas no exterior e aumento da competitividade em mercados como a Colômbia, Perú, México, Brasil, Moçambique e Gana. Segundo a AEBA, as vantagens do projeto passam pela participação em conjunto, que facilita o acesso aos mercados e à prospeção internacional. “Consideramos que a internacionalização tem de ser hoje encarada como uma saída para a crise, como uma estratégia para o que se vê das empresas. As exportações têm de atuar como o motor do desenvolvimento da economia, pelo que é necessário que as empresas estejam com uma atitude cada vez mais global e que trabalhem pela sua competitividade”, afirmou Manuel Pontes, presidente da AEBA.

A internacionalização também é para Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, um fator “importante para o futuro do País e para a criação de riqueza na nossa região”. “Este é um desafio que os empresários portugueses têm de enfrentar com muita determinação, porque o aumento das exportações e internacionalização são a melhor forma de Portugal sair desta grande crise”, sublinhou.

Para falar da internacionalização, a AEBA convidou representantes de três nomes grandes da indústria da região: Paulo Sousa, do Grupo Proef, Filipe Vila Nova, do Grupo Irmãos Vila Nova (detentor da marca Salsa) e Luís Liz, do grupo Frezite.

Para além da apresentação deste projeto, a sessão de comemoração do 13º aniversário da associação, que decorreu na segunda-feira, contou ainda com a homenagem às empresas associadas há uma década e às que obtiveram o prémio de PME Excelência.

Em jeito de balanço da atividade da AEBA, Manuel Pontes apresentou alguns números, anunciando que ao longo de 13 anos “foram apoiadas 817 empresas” e está a ser feita consultoria “em mais de 300 empresas, num total de 31 mil horas”. Ao nível da formação, foram emitidos “mais de 7700 certificados”, realizadas “800 ações de formação, cumprindo mais de 950 mil horas”. “Certificamos competências de 2600 pessoas, ao nível do 4º, 6º, 9º e 10º ano”, complementou.

Publicidade

Manuel Pontes afirmou que os resultados da AEBA “ultrapassam, de longe, as previsões feitas há 13 anos”, aquando da sua criação, muito por causa “de muito trabalho e de bons colaboradores”.

Joana Lima considera que “a AEBA soube atuar em defesa dos seus associados e dos empresários em geral, conjugando esforços para manter a união da classe empresarial e comercial, tentando eliminar barreiras, as quais algumas subsistem, e apostar no êxito das ações que vem dinamizando”.

Na cerimónia, a AEBA assinou ainda um protocolo de parceria com o Banco Bic, que mostrou “vontade” de “apoiar as iniciativas” das empresas associadas, sejam “projetos de expansão, de mobilização ou, simplesmente, para apoiar a tesouraria”.

Continuar a ler...
Publicidade
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 421

Festas Nossa Senhora do Desterro – Procissão e Feira da Saúde foram os pontos altos da festividades

Publicado

em

Por

 
Entre os dias 25 e 28 de abril, o Souto de Bairros, em Santiago de Bougado, acolheu as festas de Nossa Senhora das Dores.

 O som dos tambores do Agrupamento 447 de Santiago de Bougado anunciava o início da procissão, onde não faltaram as figuras litúrgicas, como os anjinhos, sagrada família, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora do Desterro, Nossa Senhora das Dores e Nossa Senhora da Livração. Três cavalos seguiam na frente para abrir caminho à procissão.

Este foi um dos pontos altos das festividades em honra de Nossa Senhora do Desterro, que, após dois anos sem festa profana, um grupo de jovens decidiu arregaçar as mangas, por mãos ao trabalho e reatar a tradição. João Nogueira, Juiz da comissão de festas, fez um “balanço positivo” das festas, graças à “muita gente que aderiu”. O juiz das festas agradeceu “o esforço” dos seus colegas e do pároco Bruno Ferreira, “me reerguer” a festa, bem como a “todas entidades” pela “mobilização que fizeram em trazer as pessoas”.

Bruno Ferreira, pároco de Santiago de Bougado, ficou “contente” com a entrega destes jovens, que se “prontificaram na preparação desta festa”. “Com o pouco tempo que tiveram, praticamente nem um mês tiveram para organizar, e como viram foi uma festa muito digna, bonita e muito participada”, frisou.

Para Bruno Ferreira, as festas “sempre existiram e vão existir”, sendo “missão do pároco congregar as pessoas, para que as festas sejam feitas com alguma dignidade, por amor e devoção ao Santo”. “A Festa é, mais do que tudo, este sinal da manifestação da nossa fé. Como puderam ver, tudo bem coordenado, tudo bem combinado com as equipas que se integram para a comissão de festas é possível reerguer bem e saudavelmente. E, como viram, aqui tinha muita gente”, concluiu.

Outro dos pontos altos das festas foi a Feira da Saúde, que disponibilizava rastreios gratuitos nas diversas áreas, como de hipertensão arterial, diabetes, visual (entre acuidade visual, catarata e tensão ocular), auditivo, podologia, risco cardiovascular e de saúde oral. Nesta iniciativa não faltaram os Bombeiros Voluntários da Trofa, que deram formação sobre o Suporte básico de vida, e a Polícia Municipal, com ações de sensibilização para a prevenção.

Durante os quatro dias, o Souto de Bairros foi palco dos concertos da Orquestra Ritmos Ligeiros e da Banda de Música da Trofa, bem como das atuações do grupo Alvadance, Xystema Show, do Rancho Folclórico da Trofa e do Etnográfico de Bougado. A parte religiosa não foi esquecida, tendo-se realizado missas com sermão, terços e procissões.

Publicidade
Continuar a ler...

Edição 421

Câmara delibera subsídios para associações em Santiago

Publicado

em

Por


 
O executivo da Câmara Municipal da Trofa deslocou-se até à Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, na sexta-feira, dia 26 de abril, para mais uma reunião ordinária pública descentralizada. Nesta sessão foram discutidos assuntos para a freguesia bougadense.

Com o objetivo de descentralizar as reuniões, o executivo municipal da Trofa deslocou-se até à Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, para levar aos munícipes a participação em mais uma reunião ordinária pública, que foi a mais concorrida.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);