quant
Fique ligado

Edição 661

AEBA apoia empresas no processo de internacionalização (C/Vídeo)

Publicado

em

Explicar às empresas da região quais são as oportunidades e os obstáculos que surgem nas ações de internacionalização foi o principal objetivo do seminário que a Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA) promoveu no dia 20 de fevereiro, na Trofa.

Especialistas da área expuseram os caminhos que as empresas devem trilhar desde que decidem exportar até entrarem no mercado externo. “Notamos que, muitas vezes, há muita informação do ponto de vista estratégico, mas pouca do ponto de vista operacional, ou seja, como se deve ultrapassar as dificuldades e os problemas que surgem. Esta iniciativa visa dotar as empresas dessa informação útil para decidirem no dia a dia”, explicou João Luís de Sousa, vice-presidente da AEBA.
Para este seminário, a AEBA teve como parceira a Câmara de Comércio, que se assume como “entidade privilegiada para a internacionalização da economia nacional”. A representá-la no seminário esteve Pedro Magalhães, diretor de relações internacionais, que explicou ao NT e à TrofaTv que “o principal constrangimento” das empresas nas ações de internacionalização é “a falta de planeamento”. “Demonstram dificuldades em preparar-se para a abordagem aos mercados externos. Hoje em dia, a informação é muita e está dispersa e o que recomendamos sempre é que as empresas se suportem do que são os apoios que existem para este processo, incluindo a nível financeiro”, adiantou.
Tanto a Câmara de Comércio como a AEBA têm planos de apoio à internacionalização que passa pela disponibilização de informação concreta sobre mercados e oportunidades comerciais, respeitando “a especificidade de cada empresa” e tendo em vista “a mitigação do risco do processo”, sublinhou Pedro Magalhães.
No âmbito da estratégia montada para apoiar as empresas, a AEBA tem já agendados outros seminários.

“Está a aumentar o número de microempresas que estão envolvidas na exportação. Há 20 anos, representavam cerca de 20 por cento, neste momento já são mais de 80 por cento. E são essas empresas que mais precisam de informação e capacitação, porque não têm estruturas que as apoiem e por isso é que estas iniciativas são importantes”. João Luís de Sousa, vice-presidente da AEBA.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 661

Savinor com selo “Sabor do Ano”

Publicado

em

Por

“Este reconhecimento é fruto de um trabalho de equipa e é mais uma prova da qualidade dos nossos produtos”. Foi desta forma que António Isidoro, CEO do grupo Soja de Portugal, reagiu à distinção da empresa Savinor com o Selo Sabor do Ano 2018. O reconhecimento foi feito no dia 8 de fevereiro, no Time Out Market, em Lisboa, e a representar a empresa e para receber o prémio esteve Artur Tomás, diretor comercial da Savinor.
Este estatuto, criado pela Monadia – representada em Portugal pela Global Quality Iberia -, é apresentado como um prémio baseado “nas qualidades gustativas de consumidores habituais” de determinados produtos, que definem os atributos em análise no estudo de acordo com as suas exigências. Segundo fonte da empresa sediada em Covelas, no concelho da Trofa, o título foi alcançado após “comparação diretamente com os principais concorrentes do mercado, alcançando a melhor pontuação em todos os critérios de avaliação na sua categoria”.
Para António Isidoro, este prémio “comprova também o porquê” de a Savinor “ter alcançado o patamar de referência para o consumidor português”.

Continuar a ler...

Edição 661

Domingos Ferreira vence em Braga

Publicado

em

Por

O guidoense Domingos Ferreira venceu o 1.º Duatlo Cross de Braga, no domingo, 18 de fevereiro. O atleta conseguiu destacar-se na categoria Open e na classificação geral da prova, defendendo as cores da equipa amadora Ruprec Team. A competição estava inserida na prova inaugural do Campeonato Nacional de Clubes Cross. O duatlo com a distância sprint contou com um percurso de BTT com algumas zonas de subidas acentuadas.
Nascida este ano, a equipa de BTT Ruprec Team é composta por corredores de Alvarelhos, Guidões, Lousado e Joane. “Criei a equipa para conseguir que amigos pudessem ter apoio para competir a este nível, uma vez que as despesas são muitas. Contamos com patrocinadores maioritariamente da Trofa, a quem agradeço a oportunidade que nos dão de praticar a modalidade e elevar o nome do concelho, como o Domingos fez no domingo”, explicou o responsável da Ruprec Team, Daniel Santos.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também