“Continuar o trabalho” desenvolvido até agora é o objetivo da direção liderada por Adalberto Maia, que foi eleita com 92 por cento dos votos. 

Adalberto Maia foi reeleito presidente da direção do Atlético Clube Bougadense, numa das eleições “mais participadas” dos últimos anos. Realizado no dia 17 de julho, o sufrágio contou com 37 votantes, dos quais 34 elegeram a lista A, única a escrutínio, enquanto dois votos foram brancos e um nulo.

O presidente do emblema de Santiago de Bougado afirmou que a recandidatura foi sustentada pela “força” que “a direção que terminou o mandato ainda demonstrava” e pela “vontade” de evitar que as pessoas que estavam a preparar uma lista concorrente “entrassem no clube”. “Havia condições para continuarmos, pois quem sofreu e passou pelos piores momentos, também consegue continuar este trabalho, mesmo que eu não ficasse e o resto da direção encontrasse uma pessoa mais competente para o meu lugar. Por outro lado, não sentíamos que a outra lista garantia um bom trabalho em prol dos interesses de uma grande associação como é o Atlético Clube Bougadense”, frisou, acrescentando que “as eleições foram participadas, porque os sócios tinham receio que a outra lista pudesse apresentar-se a sufrágio”.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.