À semelhança de outros anos, a Associação Cultural e Recreativa da Abelheira (ACRABE), realizou mais um Arraial da Louseira.

“É uma tradição que se mantém desde o início da associação, fundada em 2000, há 14 anos”, contou Carlos Silva, presidente da ACRABE.

Organizado todos os anos no primeiro ou segundo fim de semana de setembro, a festa decorreu nos dias 12 e 13 de setembro.

“Este ano tivemos um subsídio que não tivemos em anos anteriores. Estou há quatro anos como presidente e foi a primeira vez que recebi um subsídio atribuído pela Junta de Freguesia, de 250 euros. O presidente deu também 150 euros para a ajuda do arraial”, assegurou Carlos Silva.

O programa iniciou na sexta-feira com a abertura da Tasquinha, onde se pôde saborear “bom vinho” e “bons petiscos”. À noite, o Conjunto Típico do Val tomou conta da animação.
No sábado, a festa continuou durante a tarde, com um passeio de bicicletas antigas pela aldeia com o objetivo de promover o desporto e o uso das bicicletas. Ainda no mesmo dia, houve espaço para os jogos tradicionais e pela noite dentro o artista Pedro Sousa e suas bailarinas tomaram conta do palco.

O orçamento do arraial rondou os “2000 euros”, de acordo com o presidente da associação.
A associação que tem neste momento “200 sócios” organiza anualmente outro tipo de programas que vão do futebol às caminhadas, passando pela desfolhada, torneios de malha e visitas a idosos.

“A associação serve para resolver os problemas da aldeia, ver onde há dificuldades, a nível de solidariedade, a níveis de sinais de trânsito, buracos na rua. Para futuro penso em alargar as instalações, tenho um projeto feito, está em minha posse, só falta entregar na Câmara, para desenvolver a associação e levar isto para a frente”, conclui Carlos Silva.