Uma paragem de autocarro completamente desfeita, um veículo de marca Audi completamente dest ruído e dois feridos foi o balanço de um aparatoso acidente de viação ocorrido esta sexta-feira, na estrada nacional 14, na Freguesia do Muro. O condutor da viatura ficou encarcerado, sendo retirado com a ajuda dos Bombeiros da Trofa e do INEM.

  Quem viu o aparato do acidente não acredita que o resultado tenha sido de apenas dois feridos ligeiros.

Cerca das 14 horas um veiculo de marca Audi, no qual circulava um casal, residente em Mosteiro, na Trofa, seguia no sentido Carriça- Trofa quando o condutor se despistou embatendo violentamente numa paragem de autocarro.

O homem ficou encarcerado no interior da viatura, em cima da qual ficaram duas grandes placas de betão, que por sorte não atingiram os ocupantes do automóvel. De acordo com um automobilista que circulava em sentido contrario, ouvido pelo NT, “o carro saiu de mão e embateu na Paragem de autocarro. Eu só tive tempo de travar a fundo para não embater no Audi”, assegurou o jovem.

Os feridos foram prontamente assistidos por uma equipa dos Bombeiros Voluntários da Trofa, que fizeram deslocar para o local nove elementos, apoiados por uma ambulância, uma viatura de desencarceramento e uma viatura de Comando. Os feridos foram ainda assistidos por elementos do INEM da Maia, apoiados por uma viatura de Suporte Imediato de Vida e a VMER -Viatura Medica de Emergência e Reanimação do Hospital de S. João do Porto, com um médico e enfermeiro.

Os feridos foram transportados, sem necessidade de acompanhamento médico, nas duas ambulâncias ao Centro Hospitalar do Médio Ave de Santo Tirso.

A ocorrência foi registada pela Brigada de Transito da Guarda Nacional Republicana que esteve no local e procedeu ao controlo da circulação, que se fazia de forma alternada.

Antes de reabrir a via Trofa/Maia à circulação automóvel foi necessário proceder à remoção do betão que se encontrava na estrada, tarefa que foi assegurada pela protecção Civil Municipal da Trofa e pelos Bombeiros locais.

 

VMER voltou a ser chamada pouco tempo depois

 

Cerca de uma hora depois de ter prestado assistência aos feridos do acidente a VMER voltou a ser chamada à Trofa para prestar cuidados a uma mulher, com problemas cardíacos, a residir no lugar da Cruz das Almas, em Santiago de Bougado.

No local estava uma ambulância dos Bombeiros Voluntários da Trofa, a SIV- ambulância de Suporte Imediato de vida do Centro Hospitalar do Médio Ave e a VMER- Viatura Médica de Emergência e Reanimação e a senhora acabou por ser encaminhada para o Centro Hospitalar do Médio Ave.