António Azevedo acusou ainda os membros do PS de "fazerem fraca política", depois de Irene Guimarães ter afirmado que "as ruas de Santiago não estão devidamente requalificadas e têm buracos". Desagradado com este comentário, o edil sublinhou que a freguesia "tem as melhores ruas do concelho"

   Depois da votação para o regulamento e tabela de taxas e licenças, que contou com três abstenções do Partido Socialista, António Azevedo, presidente da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, acusou os membros da oposição de serem "irresponsáveis e formigas que se escondem num buraco". O edil bougadense mostrou-se insatisfeito com o sentido de voto do PS no que diz respeito ao regulamento que determina as taxas a aplicar aos serviços prestados na Junta e avisou: "depois venham para cá pedir obras".

A Assembleia de Freguesia, realizada esta terça-feira, não ficou marcada apenas por esta discórdia entre executivo e oposição. António Azevedo acusou ainda os membros do PS de "fazerem fraca política", depois de Irene Guimarães ter afirmado que "as ruas de Santiago não estão devidamente requalificadas e têm buracos". Desagradado com este comentário, o edil sublinhou que a freguesia "tem as melhores ruas do concelho" e que "as 32 ruas em terra que tínhamos há cinco anos atrás estão todas repavimentadas", acrescentando que "dizer que só há buracos na nossa freguesia é ter falta de respeito por esta Junta".

A manutenção dos jardins da freguesia foi outro dos assuntos levantados pelo PS, pela voz de Irene Guimarães, que afirmou que "junto ao Julgado de Paz o jardim parece uma autêntica lixeira, assim como o que está na Samugueira". António Azevedo respondeu "mesmo sendo da competência da autarquia delegamos funções para a limpeza dos nossos jardins" e quanto ao primeiro espaço verde enunciado pela socialista o edil referiu que "é de domínio privado".

Irene Guimarães levantou ainda o problema do ribeiro da Samugueira, ao qual apelidou de "esgoto a céu aberto". Depois de ter "informado o presidente da Câmara sobre este problema em Assembleia Municipal", António Azevedo garantiu que "brevemente, irá ser feita uma ligação entre canais que permitirá apenas a circulação de águas pluviais naquele local".

A eleita pelo PS na Assembleia questionou ainda o edil sobre a segurança da ponte na Rua Avelino Padrão, já que "o trânsito pesado está a ser desviado daquele troço". O presidente confirmou que "a ponte está muito segura" e que o trânsito pesado está a ser desviado pela Nacional 14 para descongestionar o tráfego e não por questões de segurança.

 

Assembleia aprovou doação de terreno da Câmara

O executivo bougadense colocou em votação a doação de um terreno da autarquia trofense à Junta para permutar ou vender para, posteriormente adquirir um terreno para nele ser instalado o Centro Cívico de Bougado, ao qual mereceu a unanimidade da Assembleia. O terreno sito na Avenida dos Emigrantes, em Lantemil, tem uma área de 4 mil e 344 metros quadrados.

Depois da abstenção do Partido Socialista na votação do regulamento e tabela de taxas e licenças 2008, António Azevedo apresentou os passos já dados no projecto do Centro Cívico de Bougado. O edil anunciou que a apresentação pública se realizará logo a seguir à posse efectiva do terreno e contará com a exposição do projecto arquitectónico e do projecto financeiro.