Das profissões 100% digitais aos negócios de ‘e-commerce’, nestes últimos anos cada vez mais as tendências são claras: o mundo offline está a ligar o botão online.

A mudança de paradigma tem sido suportada, principalmente por 5 grandes sectores: E-commerce, Poker e eSports (Videojogos, Consolas, etc), Plataformas de vídeo e Stream (YouTube, Twitch, Facebook Live, etc), Profissionais Digitais (influencers e Marketing Digital) e pelo Remote Work (ainda que esta seja uma área mais recente).

Essa diversidade mostra que existem conteúdos para todos os gostos, novos canais para explorar, novas formas de negócio e plataformas de comunicação alternativas. Com efeito, vejamos então como cada uma delas contribui para o crescimento deste mundo digital.

5 grandes tendências do mundo digital

E-commerce

E-commerce = comércio eletrónico. Por outras palavras, significa gerir um negócio online. Refere-se à venda e compra de bens e serviços pela Internet, em que a troca de dinheiro e dados ocorre por meio de redes de pagamento próprias para executar uma transação.

Os grandes benefícios do e-commerce para os consumidores são:

  • Permite que os clientes encontrem facilmente produtos através de motores de busca próprios das marcas;
  • Ajuda a encontrar produtos com antecedência, comparar preços, conhecer opiniões e testemunhos de compra.

Por outro lado, para os grandes retalhistas e marcas os principais benefícios são:

  • Posicionar a marca e criar pegada digital;
  • Atingir potenciais clientes sem investir grandes somas;
  • Analisar perfis e comportamentos de compra;
  • Promover produtos e serviços;
  • Oferecer novos canais de comunicação para o contacto com os consumidores.

Com efeito, a principal missão é então facilitar as transações de produtos e serviços entre marcas e consumidores. No fundo, é agilizar processos e transmitir comodidade e conforto para o cliente final.

Em Portugal, e no ano de 2019, 44,8% das intenções de compras foram online.

iGaming e eSports

O iGaming tem provado a nível mundial que veio para ficar junto dos utilizadores mais ávidos dos jogos online. Cada vez esta indústria tem vindo a criar secções para cada uma das áreas das suas comunidades e apostado na vertente online multijogador. Prova dessa força, é o facto de ser uma área que galopa a um ritmo impressionante. Só em Portugal, em 2019, foram registados cerca de 150 mil novos jogadores.

Nessa área, o Poker é o desporto predominante.

Esse facto também acontece porque as marcas têm vindo a trabalhar afincadamente para promover um entretenimento responsável – ou seja, proporcionar uma experiência positiva e divertida a todos os jogadores, sejam eles iniciantes ou não.

Relativamente aos eSports, o facto de terem milhares e milhares de seguidores, fez com que as marcas, sabendo do potencial da área, investissem em parcerias e em marketing para maximizar a sua notoriedade junto do público. Estes investimentos contribuíram para o rápido crescimento da receita e influência desta área no setor digital.

Prova disso, e em 2019, este mercado mundialmente teve um aumento anual dos videojogos em 3% e gerou mais de 120 mil milhões de dólares.

Em Portugal, segundo as estatísticas, cerca de 10 mil são atletas amadores e estão distribuídos por diversos clubes, equipas especializadas ou então simplesmente em nome próprio.

A título de curiosidade, os jogos de eSports mais populares são o FIFA, Fortnite, Counter Strike, Call of Duty ou League Of Legends.

Plataformas de Vídeo e Stream

Com todas as mudanças de canais de distribuição de informação, as plataformas de vídeo e streaming foram ganhando destaque e… adeptos!

É verdade, atualmente muitos são os canais de vídeo que são a base de trabalho de muitos vloggers ou youtubers. Férias, Casa, Tecnologia, Vida Pessoal ou lifestyle são o conteúdo de muitos deles. Face a visualizações e aos sistemas de monetizar, abriram completamente outra categoria profissional.

Relativamente ao streaming, a base de trabalho acabam por ser os videojogos. Muitos foram os gammers que criaram séries e episódios referentes a videojogos específicos. Com os seguidores que foram acumulando e notoriedade atingida, começaram a atrair marcas e editoras da indústria que procuravam parcerias para promover os seus produtos. Essarelação acaba por ser win-win, uma vez que os streamers recebem os produtos em primeira mão e as marcas conseguem chegar ainda mais utilizadores.

Por vezes, estes dois mundos misturam-se e acabam por se complementar e usufruírem das vantagens de cada um (contudo, podem existir diferenças entre profissões).

Profissionais Digitais

Num mundo claramente virado para a área digital e para um marketing mais incisivo e próximo dos dispositivos dos consumidores é natural que esta área comece a ser vista como um potencial caminho profissional. Além disso, há cada vez mais pessoas a trabalhar na internet e a obter novas fontes de rendimento.

A transformação digital é um dos principais fatores que levam as organizações a repensar o modo como conduzem os seus negócios. Isso tem feito que áreas como o Marketing Digital e Influencer Marketing tenham tido um boom.

Por outras palavras, o facto de os consumidores estarem cada vez mais online, obriga as marcas a contratarem profissionais mais qualificados nessa vertente. E claro, procurem líderes de opinião ou influencers para expandir os seus canais digitais e trabalhar de uma forma mais pessoal e próxima dos consumidores.

Será que este futuro digital é temporário?

A resposta até poderia incorrer em dúvida, mas a verdade é que já representa uma grande fatia das tendências sociais. A evolução humana e tecnológica não para e a transição para novas formas de interação é a prova disso.

Quando menos esperarmos, estamos a caminhar a um ritmo galopante nas plataformas e canais digitais!