O cenário de crescimento económico português e a redução nos números do desemprego no país podem ser entusiasmantes mas existem, ainda, muitas pessoas em situação precária ou de desemprego. Saiba como a Internet tem vindo a tornar-se o espaço de trabalho de muitos portugueses.

A economia portuguesa tem vindo a apresentar números significativamente positivos ao longo dos últimos anos e Portugal tem mesmo sido elogiado pela forma como está a se recuperar financeiramente.

Apesar deste cenário tendencialmente positivo, a realidade é que muitas famílias portuguesas continuam a manifestar desagrado face às dificuldades que sentem para acompanhar a inflação e para pagar todos os seus encargos.
Grandemente ancorada na dívida, a economia internacional de hoje vive, como sabemos, do crédito e é nesta situação que se encontram muitos portugueses, que optam por contrair créditos pessoais, de habitação ou automóvel para conseguirem os bens essenciais para o seu quotidiano.

Garantir o pagamento de todos os encargos, no entanto, torna-se muito complexo e, estando em situações de desemprego ou de salário insuficiente, são cada vez mais as pessoas que procuram alternativas para os seus trabalhos regulares ou trabalhos que possam realizar a par com estes.

Num mundo tecnológico, onde o digital cumpre um papel evidente, e perante as dificuldades do meio laboral, é natural que a Internet surja como espaço preferencial para o encontro com novas alternativas de trabalho, havendo cada vez mais pessoas a trabalhar na internet e ganhar dinheiro desta forma.
Venha conhecer os principais trabalhos dos portugueses na Internet.

1. Plataformas e sites enquanto freelancer


Já acontecia anteriormente mas, apesar disso, o trabalho por conta própria pareceu renovar-se depois do aparecimento das novas tecnologias e das novas plataformas e redes digitais.
No mundo online, existem várias plataformas exclusivamente dedicadas a este tipo de profissional e também uma grande facilidade na criação de blogues e de sites onde este tipo de trabalho pode, de forma simples e rápida, ser apresentada ao público-alvo.
Tratando-se de redes globais, as plataformas online são ideais para expandir a rede de clientes, permitindo o trabalho remoto com empresas e pessoas de qualquer lugar do mundo.
Este tipo de trabalho pode ser realizado por vários tipos de profissionais, incluindo contabilistas, artistas, criadores de conteúdos, coaches ou explicadores, entre outros. Além disso, tem a mais-valia de poder ser conciliado com outros trabalhos, de permitir uma gestão do tempo personalizada e de contar com uma remuneração estipulada pelo próprio profissional.

2. Apostar no e-commerce com uma loja online


Muitos portugueses têm também encontrado uma boa alternativa laboral com as lojas online, criando as suas empresas digitais para o efeito.
Seja para conseguir rendimentos extra, a par com o trabalho, ou para iniciar uma aventura exclusiva no mundo do comércio digital, a verdade é que são cada vez mais as pessoas que utilizam este tipo de espaço online para conseguir equilibrar as suas finanças pessoais.
Aproveitando a tendência, cada vez maior, para as pessoas comprarem online, os portugueses começam a abrir as suas lojas, com os mais diversos produtos.
Esta é ainda uma boa alternativa para as pessoas que não têm muita flexibilidade financeira para um grande investimento inicial ou que não têm a disponibilidade necessária para realizar uma boa gestão logística, na medida em que existem plataformas que permitem que utilizem sistemas adaptados a estas circunstâncias, com métodos como o Dropshipping.

3. Tornar-se criador de conteúdos nas redes online


Os portugueses sabem bem que o mundo vive das tendências e não existem segredos sobre quem dita estas tendências: os criadores de conteúdos das principais redes sociais.
Assim, aproveitando a grande importância que as redes sociais têm nos dias de quase todas as pessoas, são muitos os portugueses que começam a aproveitar os seus conhecimentos e valências para ganharem rendimentos online, tornando-se influencers digitais.
Existem vários tipos de influencer no século XXI, que se espalham pelas diversas redes, explorando sites, blogues, redes sociais como o Instagram, o Twitter ou o Facebook ou plataformas de vídeo como o Youtube.
Este tipo de trabalhador ganha os seus rendimentos principalmente através da publicidade e dos patronos e patrocinadores que impulsionam o seu trabalho.

4. Trabalhos relacionados com a escrita digital


Hoje em dia existe também uma grande procura por editores para obras, por transcritores regulares ou jurídicos, por tradutores e tradutores técnicos e por criadores de conteúdo textual. Este é, por isso, um dos meios nos quais os portugueses encontram, também, uma opção para a obtenção de rendimentos extra.
Além de se tratar de um trabalho que conseguem realizar a partir de casa e para o qual podem estipular tarifas à sua medida, este tipo de trabalho é ainda possível de ser conciliado com os trabalhos convencionais, sendo muito apelativo para os portugueses.
Vale ainda a pena referir que este tipo de trabalho abre muitas vezes a possibilidade de entrar noutro tipo de mercados, expandindo o leque de trabalho de quem os realiza.