A secção de caminheiros do Agrupamento 447 de Santiago de Bougado do Corpo Nacional de Escutas promoveu no sábado, dia 28 de julho, uma série de atividades lúdico-desportivas, denominadas 24 horas em comunidade, que decorreu no Souto da Lagoa, em Santiago de Bougado.

“Envolver a comunidade bougadense numa série de atividades, abrangendo a maioria das faixas etárias”, foi o principal objetivo que motivou a secção dos caminheiros do Agrupamento 447 do Corpo Nacional de Escutas (CNE) a realizar a iniciativa 24 horas em comunidade, que decorreu no Souto da Lagoa, em Santiago de Bougado.Pedi paper, concurso de fotografia e torneios de malha e sueca foram as atividades que decorreram durante a tarde de sábado e que contaram com a participação de cerca de 40 pessoas.

“Um número razoável”, na opinião de Rui Ferreira, caminheiro do Agrupamento 447, uma vez que, como era a primeira edição, não tinha “noção das pessoas que iam aderir”. Já as atividades noturnas, onde se inseriram um jantar convívio e atuações dos grupos A Rapaziada e o Lírio Roxo, superaram as expectativas da organização, uma vez que o “Souto da Lagoa conseguiu ter uma massa humana bastante interessante”. Para tornar o “espaço mais colorido” houve uma exposição de artes e uma palestra sobre a história do concelho.

Apesar de a ideia de organizar este evento já ter surgido no início do ano, Rui Ferreira afirmou que só agora foi possível a sua realização, aproveitando para agradecer a todas as empresas que patrocinaram este evento. O caminheiro fez um “balanço positivo” desta atividade, que contou com a colaboração e ajuda das restantes secções do Agrupamento 447. Recorde-se que cada atividade tinha um custo de 2,5 euros por pessoa, com o intuito de “angariar fundos suficientes para comprar algum material”, como por exemplo tendas, e para ajudar na participação no Acampamento Nacional, que vai decorrer em agosto.

{fcomment}