Um indivíduo de nacionalidade ucraniana, residente na Trofa, faz parte do grupo que, alegadamente, efectuava assaltos a farmácias e bombas de gasolina.

Três homens, que se presume serem os autores de 16 roubos em farmácias e postos de abastecimento de combustíveis, foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ). A operação foi desencadeada em conjunto com a Polícia de Segurança Pública (PSP) do Porto, na quarta-feira, no Bairro do Aleixo, na cidade portuense.

Os detidos, todos de nacionalidade ucraniana e residentes em Gondomar, Porto e Trofa, tinham como alvos preferenciais estabelecimentos de farmácia e postos de abastecimento de combustíveis, sendo que o mais novo deles apenas participou num dos crimes.

Os três detidos, dois com 24 anos e um com 18, estão acusados da “prática de pelo menos, 16 roubos, ocorridos entre os dias 20 de Novembro de 2009 e 11 de Agosto de 2010, nos concelhos de Porto, Vila Nova de Gaia, Maia, Matosinhos, Santo Tirso, Paredes e Vila Nova de Famalicão”, anunciou a PJ.

De acordo com o jornal Correio da Manhã, dois elementos do grupo actuaram de cara destapada e foram filmados pelas câmaras, permitindo a identificação.

Habitualmente, aproveitavam ocasiões em que apenas se encontravam os funcionários dos estabelecimentos, ameaçando-os com a exibição de uma arma de salva, em tudo idêntica a uma de fogo verdadeira, e obrigando-os a entregar-lhes o dinheiro existente na caixa registadora.

Dos detidos, um é serralheiro, um é desempregado e o outro estudante, sem antecedentes criminais conhecidos.