No sábado à noite rumamos a Famalicão para ver o concerto de celebração do final das gravações do segundo disco de originais de We Trust, numa parceria especial com a Orquestra Artave (pelas mãos do Maestro Luís Machado).

Um concerto único na Casa das Artes onde alguns dos temas novos foram apresentados – e, como disse André, testados – e temas antigos revisitados. A sala do Grande Auditório, que esteve sempre envolta numa luz de penumbra que a tornou ainda mais acolhedora, encheu-se de entusiastas da Orquestra e do projeto de Tentugal. Os temas foram muito bem recebidos e o vocalista dos We Trust nunca deixou de comunicar com o público, com uma simpatia e à vontade que lhe são reconhecidos.

We Trust é um projeto criado por André Tentugal em 2011 que já se tornou uma referência no panorama musical português. Com singles que povoaram o airplay nacional e que se tornaram familiares de muitos de nós, o projeto percorreu o país em inúmeros concertos e atuou em alguns dos maiores festivais de música nacionais (Optimus Alive, Optimus Primavera Sound, Vodafone Paredes de Coura ou Vodafone Mexefest), com a banda a receber rasgados elogios pelas contagiantes performances ao vivo. André Tentugal, que já trabalhou com os X-Wife, Old Jerusalem, The Weatherman, Mind da Gap, Os Tornados, Teratron ou Kap Bambino, é realizador de videoclips, fotógrafo, compositor, guitarrista, vocalista e o homem que deu vida a este projeto We Trust. Mas, o primeiro trabalho de estúdio, These New Countries, foi sempre anunciado como um projecto de união e de um coletivo de amigos, e não como uma nova faceta egocêntrica do artista.

Em relação ao novo disco, diz Diz André Tentugal que o compôs voltado para as pessoas, numa espécie de homenagem, uma voz comum e um conjunto de canções que tendem a tornar a experiência ao vivo em algo intimamente partilhado, onde o público é também ele próprio voz do espetáculo. O disco tem a participação especial da Orquestra Artave que acedeu ao convite de André para gravar e partilhar esta nova fase do projeto.

Alinhamento do concerto:

 Intro
Believe
Them Lies
Waiting
Freedom Bound
Again
This Time the Truth
Tell me Something
Once At a time
Hymn
We Are the Ones
Fading
Caught me Over
Time
We Are the Ones (encore)

Texto: Joana Vaz Teixeira
Fotos: Miguel Pereira

Fotogaleria (clica nas imagens para aumentar)
{phocagallery view=category|categoryid=55}