Depois de assegurar a saída amigável com Tulipa, o Trofense correu a formalizar contrato com Vítor Oliveira, treinador que levou o Leixões à primeira liga em 2007 e que conta com mais quatro subidas de divisão.

Habituado à realidade da Liga de Honra, Vítor Oliveira tem no currículo aquilo que o Trofense precisa para a próxima temporada: a subida à Primeira Liga.

Em declarações ao site oficial do Clube, o treinador Vítor Oliveira disse que “as expectativas são muito altas, pois o objectivo do clube é claramente voltar à 1ª Liga, já na próxima época”.

“Vamos preparar uma equipa que esteja dentro dos pergaminhos do Clube e que lute pelos objectivos traçados desde o início”, referiu.

Vítor Oliveira, que até assinar pelo Trofense exercia o cargo de director desportivo do clube de Matosinhos, afirmou que irá finalizar os dossiers relacionados com o futuro do Leixões até ao próximo fim-de-semana, para depois abraçar com todas as forças o projecto CD Trofense.

Quanto à sua vinculação ao CD Trofense, Vítor Oliveira considerou que “o processo foi liderado com normalidade e que o entendimento foi alcançado esta manhã, com relativa facilidade”.

Rui Silva, presidente do Trofense, segundo o site oficial do clube, mostrou-se muito agradado com o desfecho das negociações com o treinador Vítor Oliveira. “Esta manhã concretizamos o processo de contratação do treinador Vítor Oliveira. Pelo cuidado que colocamos na escolha e porque foi a nossa primeira e única opção, estamos muito contentes pela sua contratação. A valia técnica, o carácter pessoal e o currículo do Vítor Oliveira, são uma garantia que o entusiasmo e os êxitos desportivos vão regressar ao nosso clube”, referiu.

O presidente explicou ainda que “desde o dia seguinte à última jornada do campeonato” tem trabalhado diariamente com Porfírio Amorim “para constituir um grupo de trabalho capaz de dar grandes alegrias a todos os trofenses”.

“Sabemos o que queremos e estamos a tomar as medidas necessárias para continuar com sucesso o projecto desportivo do C.D. Trofense. Temos consciência que desportivamente demos um passo atrás, mas temos a convicção que iremos dar dois passos em frente. Desde logo foi necessário iniciar negociações e fazer um acordo para uma rescisão por mútuo acordo com o treinador Tulipa. Tal veio a verificar-se ontem e tudo decorreu com elevação entre as partes”.

Rui Silva mostrou confiança e determinação quanto ao futuro do clube: “Não vamos interromper o processo de valorização do Trofense e contamos com todos os trofenses para nos ajudar nesta tarefa. Hoje somos um clube respeitado e elogiado em todo o país”.