Centenas de pessoas associaram-se à Via Sacra organizada em Guidões, pelo grupo de jovens da freguesia. Esta iniciativa, que se promove desde que José Ramos dirige a paróquia, mereceu os elogios do pároco, que louvou a participação activa dos jovens.

Várias passagens que descrevem a paixão de Jesus Cristo foram, este fim-de-semana, personificadas pelo Grupo de Jovens de Guidões que, com a ajuda de dezenas de populares, percorreram as ruas da freguesia até à Igreja.

As doze estações da Via Sacra que representam os momentos mais marcantes da Paixão e Morte de Cristo, como o encontro com a mãe Maria, a crucificação e a ressurreição, foram interpretadas pelos jovens e atraíram centenas de pessoas.

Este não se tratou de um “espectáculo teatral”, segundo afirmou ao NT/TrofaTv, José Ramos, pároco de Guidões, que elogiou o trabalho dos jovens e fez um balanço “muito positivo” da cerimónia.

“O mais importante são os quadros ao vivo para melhor interiorizarmos os principais passos da paixão de Jesus Cristo. Os jovens fizeram o melhor que puderam e muito bem feito”, afirmou o pároco, que teve direito a um presente em véspera de aniversário.

Sensibilizado com o trabalho dos jovens que foi feito com “simplicidade e humildade”, José Ramos afirmou que os mais novos, tanto de Guidões como de Alvarelhos, paróquias que dirige, desde que “motivados e incentivados podem fazer coisas maravilhosas” no que toca à religião.

“Houve um ano que a Via Sacra foi feita daqui (Guidões) para Alvarelhos em conjunto com os grupos de jovens das duas paróquias”, acrescentou.

Para Rita Maia, responsável pelo Grupo de Jovens de Guidões, os cerca de vinte jovens que não faziam parte do grupo e que se associaram à iniciativa mostram que os mais novos de “uma forma geral e muito íntima estão próximos da religião”.

A proximidade não se vê “no rezar ou nas idas à missa”, mas sim nestas actividades, segundo a responsável.

A preparação desta Via Sacra contou com a participação de 30 jovens e “dezenas de pessoas da freguesia”, que colaboraram ao cederem as suas casas e algum material utilizado na cerimónia. Depois de muitas horas de trabalho “sem ir a casa nem almoçar”, o grupo, que existe há três anos, manteve a tradição de organizar a Via Sacra. A iniciativa nasceu da “solicitação do padre Ramos que queria alguém a preparar, na altura da Páscoa, uma cerimónia deste género”, explicou a responsável.

O Grupo de Jovens de Guidões vai continuar a desenvolver actividades na freguesia e no próximo dia 3 de Maio celebrará o seu aniversário na Igreja. Ainda durante esse mês, o grupo vai participar na procissão em honra de Maria.