O Notícias da Trofa (NT): Como está a correr a temporada?
António Bento (AB): A temporada está a correr muito bem, tendo a nossa equipa garantido o 1.º lugar da nossa série, quando ainda temos dois jogos por disputar. Esta é a primeira fase da época e desta forma conquistamos o acesso ao apuramento de campeão da Associação de Futebol do Porto, onde iremos competir contra os demais vencedores de séries. É uma espécie de liga dos campeões adaptada ao escalão.

NT: Quais os objetivos na competição?
AB: O primeiro grande objetivo já foi alcançado ao sagrarmo-nos campeões de série. No que diz respeito ao apuramento de campeão, vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para atingirmos o melhor resultado possível. Neste momento é claro para nós que vamos perseguir o sonho da vitória na grande final. Em relação aos objetivos de desempenho vamos continuar a ser uma equipa de cariz ofensivo, como se demonstra pelos 148 golos marcados, mas primando pela grande organização e atitude coletiva, permitindo apenas cinco golos aos nossos adversários na totalidade dos 14 jogos realizados.

NT: Quais as principais dificuldades neste escalão/competição?
AB: Esta época, em termos competitivos, temo-nos destacado claramente de todos os nossos adversários, pelo que as verdadeiras dificuldades na competição aparecerão daqui em diante. No entanto, cabe-nos a nós, formadores, criar as dificuldades aos nossos jogadores para que eles possam evoluir e preparar-se adequadamente para os desafios que se seguem. Assim sendo, o nosso processo de treino é o primeiro aliado na construção de contextos de dificuldade, onde se exige que os nossos jogadores sejam capazes de solucionar diferentes tipos de problemas pela sua capacidade técnica e de decisão. Naturalmente, neste escalão etário já se verificam jogadores com grandes diferenças maturacionais, que influenciam o seu rendimento, mas temos de ter a capacidade e a paciência de dar tempo para que o talento se revele e não podemos querer queimar etapas. É necessário proteger esses talentos para que não se percam no seu trajeto formativo. Nós, Trofense, somos sensíveis e potenciamos os nossos talentos.

NT: Com que aptidões os atletas se capacitam neste escalão?
AB: Este escalão é extremamente importante para o nosso departamento, uma vez que os nossos jogadores se encontram numa idade de ouro de aprendizagem. Assim sendo, criamos a partir daqui a base para os escalões seguintes. O nosso processo de treino incide no desenvolvimento do nosso modelo de jogo – princípios que orientam as nossas decisões ao longo do jogo, quer no processo ofensivo, quer defensivo. Bem como continuamos com o desenvolvimento técnico, para que os nossos jogadores sejam capazes de executar aquilo que identificam como a melhor decisão. Importa ainda reforçar que todo o processo deve decorrer num clima de grande intensidade/concentração, para que as aprendizagens figurem como duradouras e sejam de facto os alicerces que sustentam a nossa formação.