O brasileiro Valdomiro é defesa central, mas esta época já marcou quatro golos que siginificaram vitórias ao Trofense, líder isolado da Liga de Honra de futebol, o último dos quais no domingo, frente ao Fátima, em jogo da 16ª jornada.

     O Trofense, que comanda com 32 pontos, mais quatro que o Vizela, tem 19 golos apontados, uma marca não muito expressiva, inferior à de outras seis equipas do campeonato, o que torna o registo de Valdomiro ainda mais relevante.

    "Fico muito feliz quando marco golos, apesar da minha função ser defender. Fico feliz sobretudo quando marco um golo importante e no Trofense já marquei quatro, todos eles decisivos", disse o jogador, em declarações à Agência Lusa.

    À segunda jornada (26 de Agosto), Valdomiro foi o autor do golo que deu o triunfo, em casa, sobre o Gil Vicente (1-0). Cerca de um mês mais tarde (16 de Setembro), na quarta jornada, Valdomiro marcou aos 85 minutos, o 2-1 que valeu a vitória frente ao Desportivo das Aves, despois de o Trofense ter estado a perder, em casa.

    Entretanto os adeptos do Trofense tiveram de esperar pela 11ª jornada (25 de Novembro) para voltar a ver Valdomiro fazer o golo decisivo da recepção ao Varzim (1-0), três minutos antes de ser expulso. Domingo, voltou a dar os três pontos ao seu clube, aos 43 minutos, quando bateu guardião do Fátima (1-0).

    Apesar da sua condição de defesa, Valdiro, que chegou a Portugal na época 2006/07, vindo do Palmeiras (Brasil) para representar o União de Leiria, clube onde só jogou cerca de oito jogos completos, reconhece que "marcar o golo decisivo tem um gostinho especial".

    "Não tive oportunidade de mostrar a minha qualidade na I Liga. Podia ter voltado ao Brasil, mas preferi a II Liga portuguesa porque é muito competitiva", disse Valdomiro, considerando que deu "dois passos atrás e um em frente", sendo que a opção de representar o Trofense foram "três passos em frente".

    "Gostava de voltar à I Liga neste clube. É uma equipa fantástica, respeitam muito os jogadores, por isso o meu objectivo é representar o Trofense na I Liga", sublinhou.

    Valdomiro acredita que a subida ao principal escalão do futebol português "não é uma miragem" mas é cauteloso: "Falta muito campeonato. Temos de ter os pés no chão".