slallonmontalegre

A 1ª Especial de Montalegre, que se realizou no passado fim-de-semana, contou com a presença de três pilotos trofenses, Cláudio Santos, Ernesto Ferreira e Joaquim Maia.

Todos eles participaram na classe destinada a clássicos, na qual Cláudio Santos conseguiu um moralizador segundo lugar, com o tempo de dois minutos e sete segundos. “Tentei dar o máximo, mas o Victor (01:59.440) está a guiar cada vez melhor, e foi impossível batê-lo, estava endiabrado”, afirmou o piloto que acrescentou: “Este ano o campeonato está mais renhido, pois estamos todos separados por diferença de um ponto na classificação, vai ser luta até ao fim”.

Joaquim Maia estava satisfeito com a estreia e com o tempo de dois minutos e vinte segundos, ao passo que Ernesto Ferreira não evitou o último lugar da classe, depois de uma série “inexplicável” de enganos no percurso, que levaram à penalização.