Atletas da Trofa sagraram-se campeões e vice-campeões no Campeonato Regional de Kickboxing, conseguindo o apuramento para os nacionais.

 No Campeonato Regional de Kickboxing, que decorreu no sábado, 4 de maio, a escola Lifecombat participou com 19 atletas, dos quais 17 trofenses, que surgiram da parceria com a Delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) e conseguiram arrecadar um lugar do pódio. Destes, 14 conseguiram o apuramento para o Campeonato Nacional, por se sagrarem campeões ou vice-campeões regionais.

No escalão de cadetes (8-10 anos), Hélder “Buakaw” Silva, Ana Mota, Miguel e Jorge Areal realizaram excelentes combates e sagraram-se campeões. Já Eugénia Ponimasova foi vice-campeã e Marcelo Pereira arrecadou o 3º lugar.

Em iniciados (11-12 anos), Vera Soares conseguiu o apuramento para o Campeonato Nacional na categoria -35Kg, ao sagrar-se campeã regional. Já no escalão juvenil (13-15 anos), foram cinco os atletas a representar a Trofa. Na categoria de peso, João Pereira, Vanessa Soares e Patrícia Soares sagraram-se campeões, Ana Cristina vice-campeã e Bruno Gouveia arrecadou o 3º lugar. Já no escalão júnior (16-18 anos), Pedro Martins e Carlos Paiva foram campeões regionais, os gémeos Hugo e Adriana Jesus vice-campeões regionais e Pedro Miguel Faria ficou-se pela 3ª posição.

As atletas Vera Soares e Adriana Jesus (modalidade individual) e Ana Cristina, Vanessa Soares e Patrícia Soares (modalidade de grupo) competiram na disciplina de Aerokick e sagraram-se campeãs regionais.

Graças “ao excelente desempenho” destes atletas, a Lifecombat arrecadou a medalha de ouro por equipas, na variante de semi-contact, e a de 3º lugar em light-contact, o que revela “a qualidade” destes atletas.

Para Nádia Barbosa, responsável da Lifecombat pelo projeto, embora os atletas tenham “poucos meses de treino” evidenciaram “uma rápida e talentosa evolução” na modalidade. “Este projeto mostra como crianças e jovens, muitas vezes excluídos de outros desportos e com dificuldades no acesso à prática desportiva, agarram as oportunidades que lhes são dadas conseguindo por vezes superar os seus pares. Estamos orgulhosos do seu bom desempenho no campeonato”, referiu.

Também as responsáveis da Delegação da Trofa da CVP estavam “muito orgulhosas” dos jovens participantes e dos resultados obtidos. “Esta parceria é um sucesso e uma prova que a inclusão pelo desporto e a promoção de hábitos de vida saudável são o mais eficaz para a prevenção e para uma vida equilibrada”, concluiram.