estrela-trofenseUm golo solitário de Ndiaye deu hoje a segunda vitória consecutiva ao Estrela da Amadora, que se impôs ao Trofense, último classificado da Liga portuguesa de futebol, em jogo da quinta jornada.

O único tento da partida surgiu aos 64 minutos, quando Ndiaye, acabado de entrar para o lugar de Celsinho, rematou de cabeça dando o melhor seguimento a um cruzamento de Varela, na conclusão de um contra-ataque.

    Depois de ter vencido no terreno do Nacional, um dos líderes do campeonato, na última jornada, por 2-1, com “bis” de Luís Vidigal, o Estrela apresentou a mesma equipa, mas sofreu arrecadar a vitória.

    Na primeira parte, a equipa de Lito Vidigal não conseguiu chegar à área do conjunto da Trofa, que se mostrou muito mais dominante.

    Na estreia de Tulipa ao comando do Trofensem, em substituição de António Conceição, a equipa visitante fechou bem os espaços, pressionou mais o adversário e foi mais aguerrida quando quis levar a bola para o ataque.

    As poucas oportunidades de golo pertenceram, mesmo, à equipa da Trofa.

    Aos 23 minutos, Pinheiro obrigou Nelson a uma defesa apertada e, aos 37, Mércio tirou Nuno André Coelho do caminho e passou para Zé Carlos, que tinha tudo para fazer golo, mas Nelson negou-lho.

    Na primeira parte, o Estrela da Amadora incomodou o guarda-redes adversário somente uma vez, aos 33 minutos, mas Paulo LOpes, atento, desviou o remate de Mustafa, na sequência de um livre de Celestino.

    Após o nulo registado ao intervalo, Lito Vidigal lançou Ndiaye para o lugar do médio brasileiro Celsinho e bastaram cinco minutos em campo ao avançado senegalês para marcar, depois de uma boa combinação entre Varela e Teti.

    Com o jogo controlado, o Estrela podia ter aumentado a vantagem a 12 minutos do final. Servido por Ndiaye, Varela rematou à meia-volta, o guarda-redes da Trofa fez uma defesa incompleta e Teti, na recarga, rematou ao lado.

E. AMADORA
Nélson, Hugo Gomes, Mustafá, Nuno André Coelho e Moreno; Goianira, Vidigal, Celestino e Têti; Celsinho e Silvestre Varela

Suplentes: Filipe Mendes, Ndiaye, Jardel, Hugo Carreira, Rui Varela, Nélson Pedroso e Fernando Alexandre

Treinador: Lito Vidigal

TROFENSE
Paulo Lopes, Paulinho, Milton do Ó, Valdomiro e Areias; Mércio, Delfim e Pinheiro; Ricardo Nascimento, Reguila e Zé Carlos

Suplentes: Vítor, Hélder Barbosa, Lipatín, Zamorano, Miguel Ângelo, Edu e David Caiado

Treinador: Tulipa