O Trofense apurou-se para a segunda fase da Taça da Liga ao vencer o Penafiel por 2-0 (3-2 nas grandes penalidades), com golos de Maciel e Filipe Gonçalves.

Com uma desvantagem de dois golos – Penafiel venceu a primeira mão da primeira eliminatória da Taça da Liga, em casa, por 2-0 com golos de Michel e Vítor – o Trofense começou com mais ambição do que os visitantes, embora o nervosismo fosse evidente.

Logo aos três minutos, Mércio tentou, de cabeça fazer o primeiro, mas a bola saiu ao lado. O Penafiel só respondeu após o primeiro quarto de hora de jogo com um remate rasteiro de Michel que Riça segurou sem dificuldades (16 minutos).

Até ao intervalo, a equipa visitante só se viu aos 19 minutos, num livre directo de Wagner que raspou o poste do Trofense. No entanto a segurança de Zé Eduardo entre os postes e atenção da defesa forasteira foram adiando a reviravolta ao Trofense que queria a todo custo inverter o resultado negativo da primeira mão.

O primeiro golo da tarde surgiu, após cruzamento de Moustapha, por intermédio de Maciel que meteu a bola junto ao poste direito da baliza do Penafiel (38 minutos).

Na segunda parte, o Penafiel ficou reduzido a dez unidades logo aos 61 minutos: Guedes viu dois cartões amarelos em menos de cinco minutos, o segundo penalizou uma falta dura sobre Tiago e culminou numa justa expulsão.

O Trofense, instalado definitivamente no coração da área do Penafiel, chegou ao segundo golo com naturalidade. A jogada começou no recém-entrado Williams que cruzou para Filipe Gonçalves finalizar (64 minutos).

O Penafiel pareceu despertar com o golo que empatou a eliminatória. Hernâni protagonizou duas jogadas (um remate forte e um cabeceamento após canto) de muito perigo que só não acabaram em golo graças ao esforço e à sorte de Riça (69).

A cinco minutos do fim, foi a vez do Trofense ficar a reduzido a dez unidades com a expulsão, por acumulação de amarelos, de Maciel.

Ambas as equipas entraram num ritmo rápido com vontade de resolver o resultado sem recurso à marcação de grandes penalidades, mas a falta de discernimento foi evidente. Penela e Silas tiveram nos pés as últimas oportunidades do tempo regulamentar (93 minutos).

Na cobrança das grandes penalidades, o Trofense conseguiu apurar-se para a segunda fase da Taça da Liga depois de Mércio ter carimbado a vitória a apontar o penalti da vitória. Antes Hélder Sousa e Ginho falharam para o Trofense. Hugo Soares, Wagner e Dias falharam para o Penafiel.

 

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense – Penafiel, 2-0 (3-2, após grandes penalidades)

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Maciel, 38 minutos.

2-0, Filipe Gonçalves, 64.

Marcação das grandes penalidades:

0-1, Michel

0-1, Hélder Sousa falha

0-1, Hugo Soares falha

1-1, Filipe Gonçalves

1-2, Alex Garcia

1-2, Ginho falha

1-2, Wagner falha

2-2, Pedro Ribeiro

2-2, Dias falha

3-2, Mércio

Equipas:

– Trofense: Riça, Bruno Sousa (Hélder Sousa, 74), Pedro Ribeiro, Igor (Williams, 63), Filipe Gonçalves, Ginho, Tiago, Mércio, Maciel, Moustapha (Silas, 81) e Hermes.

(Suplentes: Marco, Romeu Ribeiro, Hélder Sousa, Milton do Ó, Thiago Bento, Williams e Silas).

– Penafiel: Zé Eduardo, Alex Garcia, Vagner Eugénio, Penela, Zé Nando, Vítor (Moreno Freire, 65), Hugo Soares, Hernâni (Dias, 80), Rafa, Michel e Guedes.

(Suplentes: William, Dias, André Soares, Coronas e Moreno Freire).

Árbitro: Paulo Costa (Porto).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Bruno Sousa (28), Hugo Soares (30), Michel (52), Guedes (56 e 61), Mércio (57), Vítor (61), Maciel (68 e 85) e Zé Eduardo (92). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, a Guedes (61) e Maciel (85).

Assistência: Cerca de 1000 espectadores.