Dois golos de Filipe Gonçalves valeram hoje ao Trofense uma vitória caseira frente ao Varzim (2-1) e o regresso à liderança da Liga de Honra em futebol, à passagem da 18.ª jornada.

Talvez pressionado por saber que podia ascender ao comando – a Oliveirense deixou o primeiro posto à mercê, ao perder sábado no Estoril (0-2) -, o Trofense deixou o conjunto da Póvoa de Varzim criar a primeira oportunidade de golo, num remate de Gonçalo, após passe de André, aos três minutos.

Zé Manel (quatro minutos) e Nildo (cinco) atiram, sem grande perigo, para encaixe fácil de Avelino, que, aos 17 minutos já não conseguiu adiar o golo dos locais. Após livre de Zé Manel, Reguila fez um primeiro toque, deixando a bola sobrar para Filipe Gonçalves, que só teve de empurrar.

O golo do empate acabou por surgir num lance confuso, com muitas culpas para a defesa trofense e para o guardião da casa, que saiu mal, após livre batido na esquerda, com a bola a bater na cabeça de Gonçalo e a seguir para a baliza. Ficaram dúvidas se Rafael ainda tocou já em cima da linha (28 minutos).

Aos 34 minutos, Avelino protagonizou a melhor defesa da tarde, para suster uma jogada e um pontapé forte de Zé Manel.

Na segunda metade, assistiu-se a uma partida emotiva entre uma equipa, o Trofense, cujo desespero por chegar à vantagem retirava muito discernimento, e um conjunto visitante muito atrevido e que até esteve, no primeiro quarto de hora, mais perto do golo.

Salvador, num remate forte (55 minutos), e Rafael, num cabeceamento após canto (56), puseram à prova Marco, que só com muito esforço e alguma sorte evitou o tento poveiro.

Apesar dos desequilíbrios conseguidos pela equipa orientada por Eduardo Esteves, o clube da Trofa acabou por voltar à vantagem, com um golo “fotocópia” do tento varzinista.

Zé Manel marcou um livre, a defesa forasteira desentendeu-se e Filipe Gonçalves fez o segundo da conta pessoal, aos 65 minutos.

A vencer, esperava-se que o conjunto de Porfírio Amorim se concentrasse apenas na defesa, mas o perigo rondou mais a baliza de Avelino do que a de Marco. Destaque para as tentativas de Nildo (68 minutos), Tiago (70) e Reguila (75).

O Varzim ainda teve oportunidade para empatar, mas Forbes atirou rasteiro, ao lado, após passe de André Carvalho, aos 80 minutos.

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense – Varzim, 2-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Filipe Gonçalves, 17 minutos.

1-1, Gonçalo, 28.

2-1, Filipe Gonçalves, 65.

Equipas:

– Trofense: Marco, João Dias, Pedro Ribeiro, Varela, Igor, Filipe Gonçalves (Gégé, 87), Tiago, Serginho (Licá, 61), Nildo, Zé Manel e Reguila (Bahin, 81).

(Suplentes: Janota, Gegé, Nikiema, Outtara, Bahin, Ricardo Nunes e Licá).

– Varzim: Avelino, Caetano, Pedro Santos, Neto, Hugo Costa, Tito (Forbes, 80), Salvador, André (André Carvalho, 73), Tiago Terroso, Gonçalo (Tiago Carneiro, 71) e Rafael.

(Suplentes: Ricardo, Forbes, André Carvalho, Campinho, Tiago Carneiro, Dédé e Nelson Agra).

Árbitro: Rui Silva (Vila Real).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pedro Santos (18), Varela (22), Filipe Gonçalves (32), Hugo Costa (50), Neto (74) e Igor (77).

Assistência: Cerca de 2000 espetadores.

 

Fonte: Lusa