Tulipa

Tulipa, reconheceu que a sua equipa “não soube aproveitar bem as oportunidades”, recordando que os trofenses jogaram boa parte do encontro em superioridade numérica por expulsão de Leandro Lima, aos 37 minutos.

“Nunca soubemos aproveitar a superioridade e o nosso adversário defendeu muito bem. Tivemos a chave da reabilitação da nossa equipa no lance da grande penalidade mas também falhamos. Não marcamos e, animicamente, saímos penalizados por isso”, analisou Tulipa.

O treinador do Trofense pediu ainda “mais compreensão” por parte do público. O técnico salientou que quando a sua equipa técnica chegou à Trofa, à terceira jornada para substituir António Conceição, “a missão era ainda mais difícil do que agora”.

“Quando cá chegamos, a nossa missão era muito mais difícil. Encontrámos um clube sem um único ponto. Agora estamos a fazer um caminho e continuo a achar que vamos conseguir ficar na I Liga. Peço mais compreensão porque estamos a trabalhar”, disse Tulipa que à saída do estádio foi confrontando críticas dos adeptos trofenses e pedidos de explicações pela derrota.

O treinador adjunto do Vitória de Setúbal, Edmundo Silva, considerou que o triunfo (1-0) de hoje sobre o Trofense, na 22ª jornada da Liga portuguesa de futebol, foi “uma vitória do querer e do espírito de sacrifício”.

Com a conquista destes três pontos, frente a um adversário directo, o clube sadino pode começar a respirar melhor, apesar de se manter nos últimos ligares da classificação. Já a equipa da Trofa perdeu uma boa oportunidade para se distanciar dos seus adversários na luta pela manutenção.

“Foi uma vitória difícil, num campo difícil, contra um adversário difícil. Foi a vitória do querer e que demonstra o espírito de sacrifício destes atletas”, disse o adjunto de Carlos Cardoso.

Questionado sobre se a situação financeira do Vitória de Setúbal influencia o rendimento dos jogadores, Edmundo Silva preferiu não comentar, voltando a referir que os jogadores sadinos venceram na Trofa devido ao “muito querer e entrega”.

“Esta é uma vitória capital para as ambições deste clube, que tem quase 100 anos de história e merece estar na I Liga. A única coisa que posso dizer é que foi uma vitória conquistada em campo e é isso que temos de fazer todos os fins-de-semana”, concluiu Edmundo Silva.