Um golo solitário de Liedson garantiu hoje ao Sporting a vitória sobre o Trofense, por 1-0, e o apuramento para as meias-finais da Taça da Liga de futebol, com o pleno de triunfos no Grupo B da terceira fase.

Num jogo de decisões em que o primo-divisionário Sporting apenas precisava de um empate, o anfitrião Trofense, quinto classificado da Liga de Honra, começou melhor, pressionado pela necessidade de vencer para poder continuar a sonhar com o apuramento.

Os “leões” traziam seis pontos fruto de duas vitórias (2-1 frente ao União de Leiria e ao Sporting de Braga), enquanto os trofenses somavam quatro pontos: empate em Leiria (1-1) e vitória (1-0), em casa, frente aos bracarenses.

Apesar das tentativas de Moustapha (17 minutos) e de Hélder Sousa (19) que rematou forte de longe e quase surpreendeu Rui Patrício, o Sporting inaugurou o marcador aos 36 minutos por intermédio de Liedson.

Apesar da mensagem inscrita numa faixa nas bancadas – “Sá Pinto és um dos nossos” – o avançado brasileiro fez esquecer o incidente desta semana que ditou a demissão de director desportivo e cabeceou para as redes da baliza trofense, aproveitando bem um canto marcado na esquerda por Miguel Veloso.

Antes, o Sporting só tinha aparecido na partida num lance em que Saleiro atirou às mãos de Marco (25 minutos), guardião que travou o segundo golo dos “leões” com uma grande defesa, aos 39 minutos, a travar um livre de Miguel Veloso.

A equipa orientada por Vítor Oliveira respondeu aos 43 minutos, com um cabeceamento de Moustapha, após cruzamento de Bruno Sousa.

Na segunda parte assistiu-se a um jogo de nervos de parte a parte. Enquanto Carlos Carvalhal guardava as substituições para os últimos minutos e pedia atenção na defesa, o treinador trofense apostava na entrada de avançados – Reguila, David Caiado e Charles Chad – e exigia mais acutilância no ataque.

Aos 54 minutos, Reguila, na cobrança de um livre, rematou forte para as mãos de Rui Patrício. Aos 58 o mesmo avançado pediu grande penalidade depois de cair na grande área enquanto disputava um lance com Grimi e Adrien. Tres minutos depois, Carriço evitou que Reguila se isolasse de frente para a baliza, num corte cirúrgico.

O Sporting respondeu através de um contra-ataque protagonizado por Saleiro que Marco defendeu, por instinto, atirando com os punhos para a frente.

Até ao final da partida, nota apenas para as tentativas dos locais: Cláudio (79), Charles Chad (82) e Reguila (83 e 91). Aos 86, os trofenses voltaram a reclamar grande penalidade, desta feita por alegada mão na pequena área, mas Paulo Costa nada assinalou.

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense – Sporting, 0-1.

Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:

0-1, Liedson, 36 minutos.

Equipas:

– Trofense: Marco, Bruno Sousa (Charles Chad, 79), Pedro Ribeiro, Cláudio, Igor, Mércio (David Caiado, 67), Tiago, Hélder Sousa, Romeu Ribeiro, Moustapha (Reguila, 46) e Williams.

(Suplentes: Vítor, Ginho, Reguila, Jorge Luiz, Thiago Bento, Charles Chad e David Caiado).

– Sporting: Rui Patrício, João Pereira, Daniel Carriço, Tonel, Grimi, Adrien, Miguel Veloso (Pedro Silva, 90), João Moutinho, Matias Fernandez (Bruno Pereirinha, 75), Saleiro e Liedson (Yannick, 88).

(Suplentes: Tiago, Polga, Pedro Silva, Yannick, Hélder Postiga, Bruno Pereirinha e Abel).

Árbitro: Paulo Costa (Porto).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para João Moutinho (32), Adrien (42), Igor (51) e Pedro Ribeiro (53).

Assistência: 4915 espectadores.