O comunicado foi publicado há minutos pelo Clube Desportivo Trofense e dá conta de que tanto o jogo deste domingo, no reduto do Câmara de Lobos, como o frente ao Marítimo B, no dia 6, foram adiados.

“Desde a manhã de sábado que o plantel e staff do Clube Desportivo Trofense se encontra na Madeira para disputar estes dois desafios, previamente marcados pela Federação Portuguesa de Futebol, que expressamente confirmou a sua realização, após pedidos de esclarecimento da nossa parte durante as duas últimas semanas. Já com toda a equipa na ilha da Madeira, fomos informados do adiamento dos dois jogos, em função das diretrizes do Governo Regional, que não autoriza a realização de competições desportivas”, referiu o clube da Trofa.

No comunicado, o emblema faz ainda saber que “está solidário com todas as medidas que sejam tomadas de prevenção à propagação da COVID-19, mas lamenta situações como a que estamos a vivenciar – um jogo adiado menos de 24h antes da sua realização, depois de concretizada toda uma operação de viagem e logística, que fez deslocar para a Madeira o plantel profissional do CD Trofense”.

“Considerando que as medidas que fundamentam este adiamento já vigoram desde o inico do mês de novembro, e no mesmo território se jogam partidas da Liga de Futebol feminino e Campeonato SUB-23, a situação torna-se ainda mais incompreensível. O CD Trofense vai junto da Federação Portuguesa de Futebol exigir medidas que clarifiquem a situação que os clubes da Série C do Campeonato estão a viver, de modo a que seja assegurada a verdade desportiva, numa competição onde há já clubes com 8 jogos disputados e outros que apenas realizaram 3 partidas. Esta situação é causa direta e necessária de elevados prejuízos patrimoniais para o CD Trofense, bem como desportivos, estando em causa a integridade da competição”, conclui.