quant
Fique ligado

Trofa

Trofense Fábio Costa faz sonhar portugueses até aos últimos 8 quilómetros

Publicado

em

O Trofense Fábio Costa esteve hoje em destaque na prova de fundo para sub-23 do Campeonato do Mundo de Estrada, atacando na fase decisiva da corrida, pedalando em fuga cerca de 40 quilómetros, para ser alcançado apenas a 8 quilómetros do fim.

A corrida de 161,1 quilómetros, entre Antuérpia e Lovaina, teve todos os ingredientes de uma clássica da Flandres, com muito público, subidas cortas, mas empinadas, troços de empedrado. E, apesar disso tudo, correu-se a alta velocidade, com os primeiros a terminarem com uma média superior a 44 km/h.

Os portugueses Fábio Costa, Pedro Miguel Lopes e Miguel Salgueiro sofreram as vicissitudes deste tipo de corrida, não caindo, mas ficando presos em várias quedas. Conseguindo contornar estes obstáculos, Fábio Costa entrou no pelotão da frente nos últimos 50 quilómetros, altura em que a fuga do dia sucumbiu.

Aproveitando a indefinição que sempre acontece quando uma fuga chega ao fim, na transição entre o circuito da Flandres e o circuito urbano de Lovaina, Fábio Costa atacou a mais de 40 quilómetros da meta. Integrou um grupo com dez unidades que ainda entrou adiantado na última volta ao circuito final.

Quando a iniciativa estava perto de ser alcançada pelo pelotão, Fábio Costa persistiu e pedalou em solitário, em perseguição do suíço Mauro Schmid, que saíra antes do grupo do português. A persistência de Fábio Costa não foi premiada e o representante de Portugal seria absorvido a 8 quilómetros do fim. Sem nunca baixar os braços, o português segurou-se no grupo da frente e terminou na 21.ª posição, a 2 segundos do vencedor, o italiano Filippo Baroncini, que atacou na aproximação ao quilómetro final, para ter no pódio a companhia do eritreu Biniam Girmay, segundo, e do neerlandês Olav Kooij, terceiro.

Foi o meu primeiro Campeonato do Mundo, uma experiência completamente diferente. O posicionamento para as partes críticas da corrida é algo em que temos bastante dificuldade. Isso impediu-nos de estar mais à frente na corrida, levando-nos a gastar muita energia, até porque houve várias situações em que os três tivemos de pôr o pé no chão. Tentei surpreender e cheguei a pensar que poderia discutir o top 5. Fui apanhado a 8 quilómetros do final, mas estou muito contente com a minha prestação. Foi uma forma muito boa de deixar o escalão de sub-23”, considera Fábio Costa.

Pedro Miguel Lopes também conseguiu chegar no primeiro pelotão, concluindo o Mundial no 33.º lugar. Miguel Salgueiro não conseguiu recolar após uma das situações em que se viu “cortado”, sendo o 91.º a cruzar a meta, a 9m43s do vencedor.

Publicidade
Continuar a ler...

Trofa

Sérgio Humberto foi eleito presidente da distrital do Porto do PSD

Sérgio Humberto, único candidato a presidente da distrital do Porto do PPD/PSD do Porto, a maior a nível nacional, foi eleito com 95% dos votos.

Publicado

em

Por

Sérgio Humberto, único candidato a presidente da distrital do Porto do PPD/PSD do Porto, a maior a nível nacional, foi eleito com 95% dos votos. A restante percentagem foi dividida em 4% em votos em branco e 1% de nulos.

“Acredito que com trabalho, muito trabalho, vamos conseguir devolver a esperança às nossas populações, e, concretizar a revolução laranja que o que o nosso Distrito anseia”, foram estas as primeiras palavras de Sérgio Humberto, aos militantes que encheram por completo o auditório da Distrital Os o encerramento das urnas e continuou:

Aquilo que vos prometo é muito trabalho e dedicação. E garantir-vos que esta será, uma distrital do PPD/PSD do Porto, incómoda para os nossos adversários partidários, porque o nosso foco, estará no serviço às nossas gentes, na concretização dos sonhos das nossas populações, e no servir o Distrito do Porto.

Aumentar o numero de militantes ativos e envolver a sociedade civil na vida do partido está também nos horizontes da nova comissão politica distrital social-democrata. Vencer as eleições autárquicas no distrito e pegar em temas esquecidos, e de elevada relevância tanto para o distrito como a nível nacional, faz parte do seu programa de ação

“O primeiro objetivo é ganhar mais câmaras, mais juntas de freguesia, mais assembleias municipais, Temas como, por exemplo, O Eixo Atlântico, as relações com a Galiza, como é o não exemplo do Infarmed, TAP e assuntos que ainda não foram falados, como por exemplo o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, que precisa de obras, e porque não falar de um novo aeroporto nesta região, serão chamados à discussão por esta comissão politica”.

Sérgio Humberto recordou a Distrital do Porto tem cerca de dois milhões de habitantes e que é um território altamente produtivo e, portanto, muitas vezes não é compensado pelo Estado Central, que só vê Lisboa.

“Vou liderar uma equipa motivada e capacitada, para desenvolver um trabalho de proximidade, estruturando caminhos para um futuro mais próspero e mais liderante no nosso Distrito do Porto., concluiu o novo líder social-democrata.

Publicidade
Continuar a ler...

Trofa

Ângela Moreira recandidata à Estrutura Concelhia das Mulheres Socialistas

Publicado

em

Por

Ângela Moreira apresentou, a 17 de setembro, a recandidatura à Estrutura Concelhia das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos da Trofa (MS-Trofa).
No auditório da Junta de Freguesia de Bougado, em Santiago, a socialista de 37 anos contou com o apoio de dezenas de militantes, a quem garantiu ter conseguido “afirmar e credibilizar” a estrutura. “Volvidos dois anos, deixamos uma marca de proximidade, lealdade, trabalho e envolvimento profundo com todas as estruturas locais do Partido Socialista e na sociedade civil”, referiu a bougadense.
No mandato liderado por Ângela Moreira, a estrutura concelhia de MS-Trofa realizou várias iniciativas solidárias, como “a confeção e entrega de máscaras, apanha de fruta e recolha de produtos de higiene pessoal para doar a associações do concelho”. “Participamos em atividades de movimentos cívicos, assinalamos o Dia Internacional da Mulher, o Dia da Árvore e da Poesia e o 25 de Abril, data em que homenageamos os militantes do Partido Socialista mais antigos do concelho. Apostamos ainda na formação e na publicação de artigos como forma de empoderamento das mulheres trofenses”, acrescentou.
Para um segundo mandato, Ângela Moreira propõe-se a motivar mais mulheres na vida política e a ajudar o Partido Socialista “a fazer política com respeito, seriedade e responsabilidade”. “Vamos continuar a mostrar que o que nos move é a Trofa, os trofenses e os seus interesses”.
Ângela Moreira afirma ainda que o projeto que tem como slogan “Junt@s Avançamos” visa contribuir para construir “uma sociedade mais justa, igualitária, solidária e baseada nos valores socialistas”.
As eleições decorrem a 8 de outubro em todas as concelhias do distrito do Porto, data em que serão também eleitos os órgãos das secções e concelhias do partido.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);