O Trofense esteve a um pequeno passo de surpreender o Marítimo. Os nortenhos colocaram-se me vantagem logo aos 16 minutos e só cederam a igualdade já em tempo de descontos (90+1m). Uma partida que teve muitos amarelos (7) e dois vermelhos.

A turma de Trofa deu boa conta do recado perante um conjunto verde-rubro algo apático e sem capacidade de desequilibrar uma defesa bem cerrada. E até foram os homens de Vítor Oliveira que estiveram mais perto da vitória.

Pitbull e Roberto Sousa em estreia

Carlos Carvalhal aproveitou a antecipação da primeira jornada da Taça da Liga, para lançar no onze o médio Roberto Sousa e o avançado Pitbull. Estes dois jogadores estrearam-se como titulares esta temporada, com Baba no banco apesar de ter estado na selecção do Senegal no Algarve na véspera.

O Trofense chegou ao Funchal muito desfalcado (cinco ausências) e ainda mais ficou com a bola a correr. A equipa de Vítor Oliveira perdeu mais dois jogadores por lesão: Pedro Ribeiro (8m) e Moustapha (29m).

Perante uma equipa bem organizada defensivamente e que muitas vezes defendeu com dez jogadores no seu meio campo, os madeirenses só aos 5m é que incomodaram Marco que defendeu bem um remate de Miguelito.

Numa lição de eficácia, os nortenhos chegaram ao golo aos 16m por intermédio de Silas que cabeceou bem no meio da defesa maritimista após um canto de Moustapha.

Os homens de Carvalhal só tiveram uma boa situação aos 27 minutos e após um canto apontado por Alonso, surgiu Cardozo a cabecear bem mas Marco voou de desviou bem.
Até ao intervalo seria a turma da Trofa a estar perto de marcar. Paulinho (39m) rematou bem já na pequena-área e viu Peçanha defender bem e a bola ainda a bater no poste.

Baba e Marcinho para a segunda parte

Carvalhal mexeu na sua equipa ao intervalo tentando dar-lhe mais ofensividade fazendo entrar Baba e Marcinho. Mas quanto a melhorias: nada.

Só ao minuto 61 é que Kanú num contra-ataque rematou com perigo mas Marco defendeu uma vez mais para canto. Três minutos depois, um bom passe de calcanhar de Marcinho isola Baba mas este remata já quase dentro da pequena área para defesa de Marco.

O tempo foi passando e a muralha de Trofa não cedia. E para complicar ainda mais a vida aos locais, Taka foi expulso aos 74 minutos (tinha entrado aos 64m) por uma cotovelada em Tiago que o juiz auxiliar José Braga deu indicação a Paulo Baptista.

Mércio perdeu a oportunidade de fazer o 0-2 por duas vezes. Primeiro Peçanha defendeu, para depois na recarga, foi Cardozo que salvou sobre a linha. Não satisfeito com estas perdidas, o mesmo jogador veio fazer uma falta de inteligência (78m) e viu a segunda cartolina amarela. O encontro ficou então em 10 contra 10.

Quase ao cair do pano (88m), após um cruzamento de Marcinho, Kanu desviou de cabeça e a bola bateu no poste da baliza de Marco com este batido.

E o aviso foi dado. No primeiro minuto de descontos, um boa combinação entre Kanú e Baba permitiu a este finalizar e empatar a partida.

João Manuel Fernandes (mais futebol)