Miguel Lopes foi  o herói do Rio Ave ao marcar, nos últimos segundos, o golo que permitiu à equipa empatar com o Trofense (1-1) e segurar a liderança da Liga de Honra de futebol, em jogo 12ª jornada.

     O encontro parecia perdido para o Rio Ave, que não fez uma boa exibição e sentiu muitas dificuldades perante um Trofense muito bem organizado, quando aos 96 minutos, após um livre, Miguel Lopes aproveitou uma bola perdida na área contrária e, sem oposição, apontou o golo que o empate.
    O árbitro deu seis minutos de descontos e foi mesmo em cima da hora que os vilacondenses empataram.

    A primeira parte começou sob o signo do equilíbrio, seguindo-se um período em que o Trofense esteve melhor, porque conseguiu dominar o meio campo, por fim foi o Rio Ave que se mostrou perigoso, tendo estado muito perto do golo em duas ocasiões.

    Aos 18 minutos, o Trofense criou a primeira grande ocasião de perigo, como Nuno Pinto a cruzar e Edu Sousa a atirar ao poste, com o guarda-redes Paiva batido.

    Até cerca da meia hora, o guarda-redes Paulo Lopes quase não teve trabalho, mas nos últimos cinco minutos, porém, o Rio Ave acercou-se com grande perigo da baliza adversária e dispôs até de duas boas oportunidades para marcar.

    Primeiro foi Keita (40) que, isolado, rematou forte e forçou Paulo Lopes a uma defesa apertada para canto, Depois, foi Chidi que viu o seu remate cortado "in extremis" por Idalécio, quando alguns adeptos vilacondenses já gritavam golo.

    O Rio Ave começou mais forte o segundo tempo, mas aos 65 minutos, o Trofense marcou, na sequência de um lançamento da linha lateral. Rui Borges II, recém-entrado, aproveitou a desatenção de Miguel Lopes e companhia, cruzou rasteiro e Edu Sousa fez o 0-1.

    O Trofense fechou-se na defesa e utilizou mais vezes o contra-ataque, mas no último minuto dos descontos, Miguel Lopes redimiu-se da falha no golo do Trofense, e marcou o tento do empate.

   

    Jogo disputado no Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde

    Ao intervalo: 0-0

    Marcadores:

    0-1, Edu Sousa, 65

    1-1, Miguel Lopes (96)

   

    Equipas:

    – Rio Ave: Paiva, Miguel Lopes, Gaspar, Danielson, Milhazes, André Vilas Boas (Luisinho,73), André Serrão (Henrique, 69), Delson, Evandro, Chidi e Keita.

    (Suplentes: Mora, Ribeiro, Bruno Mendes, Ribeiro, Tiago Terroso, Henrique e Luisinho).

    – Trofense: Paulo Lopes, Maia, Edu, Idalécio, Nuno Pinto, Kazeem, Zamorano (Bessa, 82), André Barreto, Pinheiro (Vítor Hugo, 73) Paulo Sérgio (R. Borges II, 60) e Edu Sousa

    (Suplentes: Vítor, F. Dinis, Kika, Vítor Hugo, R. Borges II, Bessa e Cascavel).

    Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)

    Acção disciplinar: cartões amarelos para Maia (24), Edu Sousa (57), Miguel Lopes (78) e Paulo Lopes (90+5).

    Assistência: 800 espectadores

 Vizela passa para o comando, após novo tropeção caseiro do Rio Ave

O Vizela assumiu hoje a liderança do campeonato da Liga de Honra em futebol, juntando a vitória sobre o Desportivo das Aves (2-0) a novo tropeção do Rio Ave em Vila do Conde, na 12ª jornada.

    Os vila-condenses, que têm agora os mesmos pontos que o Vizela (23), já levam três jogos consecutivos sem vencer em casa e hoje desperdiçaram mais dois pontos na recepção ao Trofense, que deixou mesmo escapar a vitória nos instantes finais das compensações concedidas pelo árbitro lisboeta Hugo Miguel.

    A vencer desde os 65 minutos, graças ao golo de Edu Sousa, o Trofense esteve a escassos segundos de ganhar pela segunda vez fora de casa, não fosse o golo de Miguel Salvador seis minutos depois dos 90, que assegurou o "mal menor" para o Rio Ave.

    Em Vizela, a incerteza foi bem menor e o resultado começou a inclinar-se para os anfitriões pouco depois de dobrado o primeiro quarto de hora de jogo, com o golo inaugural de Rincon.

    A missão dos novos líderes da Honra ficou mais facilitada quatro minutos após o reatamento, quando o Desportivo das Aves ficou reduzido a dez unidades, por expulsão de Mércio, admoestado com o segundo cartão amarelo.

    Em superioridade numérica, o Vizela chegou com naturalidade ao segundo golo, por intermédio de Fangueiro, praticamente à entrada do último quarto de hora e que acabou definitivamente com as dúvidas e fixou o Vizela no topo da tabela classificativa.

    Ainda entre os candidatos à subida, o Beira-Mar continua em "queda" e hoje deixou três pontos na visita a Gondomar (1-0), aumentando para cinco a série consecutiva de jogos sem vencer (ganhou apenas um dos oito últimos encontros).

    Depois de uma primeira parte com "sinal mais" para os aveirenses, o segundo tempo pertenceu aos donos da casa, que asseguraram o triunfo (o terceiro consecutivo) ao "cair do pano", com um golo marcado por Luciano já dentro do período de descontos concedido pelo lisboeta Pedro Henriques.

    O Santa Clara perdeu na Póvoa do Varzim, por 3-1, e já vai com uma série de seis jogos sem vencer (três derrotas e três empates), enquanto o Gil Vicente ganhou em Barcelos ao Freamunde com um golo solitário de Hermes, aos 25 minutos, que colocou os gilistas (invencíveis há oito jogos) a três pontos da zona de promoção.

    Entre a zona dos "aflitos", o maior destaque vai para o Portimonense, que somou finalmente uma vitória neste campeonato, ao ganhar por 2-1 o "derby" algarvio com o Olhanense, em Portimão.

    Apesar de se manter abaixo da "linha de água", com os mesmos pontos que o Portimonense (oito), o Penafiel parece também recuperar de um péssimo arranque de campeonato (apenas dois empates nas primeiras dez jornadas) e hoje triunfou pela segunda vez consecutiva, agora na visita ao Fátima, e logo por expressivos 3-0.