Na última jornada do campeonato de inverno da nova competição organizada pela Associação de Futebol do Porto, o Trofense somou dois pontos ao empatar a uma bola com o Sporting de Braga. A equipa de Toni esteve a perder, mas empatou no início da segunda parte por Milton do Ó.

  O Clube Desportivo Trofense terminou o campeonato de Inverno da Liga Intercalar com um empate a uma bola com o Sporting de Braga. A equipa de Manuel Machado, com seis jogadores habituais titulares, marcou primeiro, por intermédio de Philco, na sequência de um cruzamento de Dani, à passagem do minuto 37 e quando jogava em superioridade numérica, fruto da expulsão de Edu (agrediu João Tomás) ainda antes dos dez minutos. Ficam também muitas dúvidas quanto à posição do avançado.

Também com sete titulares da jornada anterior, o Trofense ofereceu grande resistência à equipa arsenalista, mas não conseguiu importunar Pawel Kieezek na primeira parte.

A formação minhota entrou na segunda parte com cinco alterações, deixando no balneário nomes sonantes como João Tomás, Carlos Fernandes e César Peixoto e colocando Miguelito (ex-Benfica), Roberto Brum e Zé Manel.

Dos jovens colocados em campo por Manuel Machado, destacou-se Pizzi, um lateral direito, que deu sempre muito trabalho ao trofense Maia.

Por seu lado, o Trofense colocou Pinheiro e Edu Souza e melhorou no ataque. No entanto foi um defesa que conseguiu chegar ao golo do empate. Na sequência de um pontapé de canto, Milton do Ó, cabeceou, restabelecendo a igualdade.

A oportunidade seguinte voltou a pertencer à equipa da Trofa, com Idalécio a falhar à frente da baliza depois de um cruzamento de Pinheiro. Mas o Sporting de Braga foi sempre mais afoito no ataque e podia ter ampliado não fosse a perdida de Jailson, que permitiu a defesa de Marco, depois de uma assistência de Stélvio.

Philco e Zé Manel protagonizaram os últimos lances perigosos do encontro que terminou com o domínio minhoto.

Com este resultado o Trofense acaba o campeonato de Inverno desta competição em quarto lugar com 16 pontos, à frente de Porto, Desportivo das Aves, Boavista, Sporting de Braga, Gondomar e Penafiel. Leixões termina em primeiro lugar, seguido de Varzim e Vitória de Guimarães.

 

Manuel Machado

Para Manuel Machado "cumpriu-se mais uma jornada desta competição, num jogo em que houve algum crescimento de certos jogadores". O técnico bracarense considerou determinante "o lance da expulsão" de Edu, que permitiu "uma maior posse de bola" do Braga. No entanto "clarividência suficiente ao nível da finalização para traduzir essa posse de bola em golos".

O treinador aceita o empate como "justo", uma vez que "uma equipa que joga com menos um e consegue fazer golo também tem mérito de resistir ao assédio ofensivo que o Braga exerceu".

António Conceição

O técnico trofense lamentou o lance que colocou o Trofense em inferioridade numérica, o que "obrigou à sobrecarga de trabalho para os jogadores". Toni considerou, porém, que foi "uma boa tarde de trabalho, num jogo que foi equilibrado e muito disputado, apesar de não ter tido muitas situações de golo. Foi um bom teste para analisar jogadores menos utilizados, que actualmente não fazem parte do onze inicial, mas que são sempre opções para a equipa".

 

Jogo: Estádio Clube Desportivo Trofense

Trofense: Marco, Ribeiro (Pinheiro 45'), Milton do Ó (Amândio 71'), Idalécio, Maia, Edu, Kazeem, Paulo Sérgio, Theo (Pedro Silva 61'), Ricardo Nascimento (Marco Araújo 20') e Reguila (Edu Souza 45')

Treinador: António Conceição

Sporting Braga: Pawel Kieezek, Rodriguez (Jailson 45'), Breno, C. Fernandes (Miguelito 45'), Dani, Abdou (Roberto Brum 45'), Stélvio, Pizzi, João Tomás (Pablo Contreras 45'), César Peixoto (Zé Manel 45') e Philco

Treinador: Manuel Machado

Árbitro: Pedro Estela, auxiliado por Fernando Brandão, João Ilídio e Armando Mendes

Cartões Amarelos: Pablo Contreras (71'), Pinheiro (76')

Cartão Vermelho: Edu (7')

Marcadores: Philco (37'), Milton do Ó (47')

Resultado ao intervalo: 0-1

Resultado final: 1-1