Select Page

Trofense empata pela segunda vez consecutiva

Trofense empata pela segunda vez consecutiva

O Estoril e o Trofense empataram este domingo , a um golo, em jogo realizado na Amoreira, referente à nona jornada da Liga de Honra de futebol, em que os estorilistas podem queixar-se de infelicidade.

 A equipa de Tulipa, mais acutilante em grande parte do encontro, dispôs de oportunidades soberanas de golo, mas acabou por conseguir concretizar somente uma, curiosamente depois de ver-se em desvantagem num lance infeliz de Varela.

O colectivo da Trofa revelava ascendente sobre o adversário nessa altura – porém sem que criasse perigo real – e teve um sabor a injustiça o auto-golo do central do Estoril (a bola não se dirigia para a baliza, mas o defesa tocou-lhe e traiu Ernesto).

É que o Estoril, melhor nas transições no primeiro tempo, foi quem fez mais pela vantagem em todo o encontro, chegando mesmo no primeiro tempo a enviar duas bolas ao ferro da baliza de Paulo Lopes, primeiro por intermédio de André Cunha e depois num livre directo protagonizado por Celestino.

O Trofense, com boa organização na defesa e no meio campo, actuou sempre com preocupação de reduzir os espaços aos estorilistas e foram escassas as acções ofensivas em que revelou objectividade.

Daí que não merecesse a vantagem que o golo fortuito lhe conferiu, acabando a equipa por recuar perigosamente e limitar-se a defendê-la galhardamente, mas sem evitar o empate, num desvio subtil de André Cunha.

O Estoril porfiou e criou oportunidades, mas o dia não era de sorte para o conjunto de Tulipa, que cedeu o segundo desaire em casa na competição.

   

    Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.

    Estoril-Trofense, 1-1.

    Ao intervalo: 0-0.

    Marcadores:

    0-1, Varela, 64 minutos pb.

    1-1, André Cunha, 77.

   

    Equipas:

    – Estoril: Ernesto, Marco Silva (Emerson, 77), Miguel Oliveira, Varela, Eduardo, Marco Bicho, Celestino, André Cunha, Pedro Duarte (Luís Carlos, 66), Leandro e Dagil (Cesinha, 88).

    (Suplentes: Bruno, Dorival, Emerson, Alexandre, Miguel Soares, Cesinha e Luís Carlos).

    – Trofense: Paulo Lopes, Zamorano, Milton do Ó, Valdomiro, Edu, Paim (Vítor Hugo, 57), Kazeem, Paulo Sérgio (Reguila, 80), Pinheiro, Nuno Pinto e Cascavel (Idalécio, 69).

    (Suplentes: Vítor, Maia, Fernando Dinis, Vítor Hugo, Reguila, Marcos António e Idalécio).

    Árbitro: Carlos Xistra (Castelo de Branco).

    Acção disciplinar: Cartão amarelo para Milton do Ó (44), Paim (52) e (Miguel Oliveira, 73), Celestino e Nuno Pinto (81).

    Assistência: Cerca de 500 espectadores.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização