Trofense e Leixões empataram hoje 0-0, em jogo da 27.ª jornada da Liga de Honra em futebol, disputado na Trofa, resultado que penaliza as ambições da equipa da casa, aindana luta pela subida.

Obrigado a vencer para tentar tirar proveito da derrota do líder Feirense e não se deixar ultrapassar pelo perseguidor direto, o Gil Vicente, o Trofense começou o jogo mais determinado, perante um conjunto matosinhense organizado na defesa, mas apático no ataque.

Aos oito minutos, Zé Manel, após lance combinado entre Ricardo Nunes e Licá, atirou ao lado. Quatro minutos depois, aos 12, outra vez Zé Manel obrigou Fonseca a esticar-se.

A equipa orientada por Litos apenas conseguiu criar perigo num lance de bola parada: Oliveira atirou forte, de livre, para Marco socar já em esforço (14 minutos).

O segundo tempo começou tenso, com o conjunto de Porfírio Amorim a reclamar duas grandes penalidades. Aos 52 minutos, os trofenses alegaram que Danilo teria defendido um remate de Zé Manel com a mão. No minuto seguinte, a equipa da casa voltou a protestar por alegada carga na pequena área de Pedro Santos. Carlos Xistra não entendeu assim.

O Trofense apertou e praticamente não deixou o clube de Matosinhos chegar junto da baliza de Marco. As sucessivas tentativas falhadas dos trofenses fizeram desesperar a equipa, que acabou por não ter discernimento suficiente para arrumar a partida. Ricardo Nunes (64), Tiago (72), Licá (77) e Serginho (65 e 80) não conseguiram acabar com o nulo no marcador.

Do lado do Leixões, destaque para as tentativas pouco determinadas de Fábio Espinho, que atirou ao lado, aos 71, e de Oliveira, que encontrou o guardião local pela frente, aos 73.

Boa exibição de Fonseca que esteve intransponível e nem mesmo o livre cobrado já nos descontos por Reguila entrou na baliza leixonense.

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

CD Trofense – Leixões SC, 0-0.

Equipas:

– CD Trofense: Marco, João Dias, Pedro Ribeiro, Gegé, Igor, Moreilândia (Reguila, 83), Tiago, Ricardo Nunes (Serginho, 70), Zé Manel, Bahin (Chico, 63) e Licá.

(Suplentes: Alex Alves, Caicó, Reguila, Serginho, Nikiema, Chico e Santos).

 

– Leixões: Fonseca, Jean Sony, Zarabi, Danilo, Nuno Silva, Pedro Santos, Caué, Paulo Tavares (Fábio Espinho, 46), Oliveira (Beirão, 75), Rui Pedro e Feliciano (Dyego Sousa, 59).

(Suplentes: Paulo Ribeiro, Paulinho, Tininho, Fábio Espinho, Tiago Borges, Dyego Sousa e Beirão).

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Licá (04), Rui Pedro (24), Zarabi (36), Jean Sony (39), Moreilândia (48), Zé Manel (53), Tiago (54), Fábio Espinho (73), Caué (87) e Chico (89).

Assistência: Cerca de 3.000 espetadores.

Lusa

{fcomment}