Trofense e Oliveirense empataram hoje 0-0, na Trofa em encontro da terceira jornada da Liga de Honra em futebol em que reinou o equilíbrio e a falta de assertividade na hora de atacar.

Jogo muito morno e sem brilho entre duas equipas que ainda procuram a forma e o entrosamento ideal. O Trofense procurava a primeira vitória, trazia na bagagem apenas um ponto, fruto de um empate em casa, enquanto a Oliveirense procurava fazer os primeiros pontos fora de portas.

Sem que os ataques se conseguissem impor, tirando um pequeno rasgo de criatividade de Zé Manel (aos 25 minutos) que resultou num voo acrobático do guardião Bruno Vale, os lances de perigo na primeira parte resumiram-se a uma tentativa de Ivan Santos que acabou caído na área a pedir grande penalidade que o árbitro bracarense não considerou.

Na segunda parte, assistiu-se ao ascendente da equipa orientada por António Sousa. Os trofense procuravam o golo a todo o custo, mas sem concluir da melhor forma, nem mostrando um eficaz esquema de jogo. Zé Manel e Fábio Fortes preferiam os remates por instinto, rejeitando as jogadas estudadas.

Já a Oliveirense de Pedro Miguel apostava no contra-ataque, mas pela frente encontrou uma atenta dupla de centrais, Santos e Pedro Santos, que quase não deu trabalho ao guardião da casa, Marco.

Aos 62 minutos, Zé Manel quase inaugurou o marcador. Bruno Vale só agarrou a bola à segunda tentativa e teve na distração de Fábio Fortes um aliado, já que o avançado emprestado pelo Vitória de Guimarães podia ter encostado para golo.

A elevada apatia do encontro levou ambos os técnicos a mexer na equipa. O treinador oliveirense apostou na estreia de Sassa, emprestado pelo Vitória de Setúbal, enquanto o técnico local preferiu dar frescura à frente mais ofensiva da equipa trocando de ponta de lança: Reguila entrou para o lugar de Fortes.

Até ao fim da partida, destaque para as tentativas de Reguila (77) e Zé Manel (90), para o Trofense, e de Adriano (85), e Oliveira (89), para a Oliveirense. Mas a bola teimou em não entrar e o nulo manteve-se no marcador.

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense – Oliveirense, 0-0.

Equipas:

– Trofense: Marco, David, Pedro Araújo, Santos, Pedro Santos, Tiago, Edú, Janderson (Moreilândia, 55), Feliz (André Carvalhas, 79), Zé Manel e Fábio Fortes (Reguila, 66).

(Suplentes: Trigueira, Dinis, Reguila, Moreilândia, André Carvalhas, João Viana e Gilmar).

– Oliveirense: Bruno Vale, Nuno Lopes, Laranjeira, Diego, Vítor, Zé Pedro (Adriano, 66), Oliveira, Ivan Santos (Barge, 62), Rui Lima, Pedrinho (Sassa, 61) e Clemente.

(Suplentes: Bruno, Luís, Zé Sousa, Adriano, Sassa e Barge).

Árbitro: Cosme Machado (Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Oliveira (20), Zé Manel (21), Zé Pedro (52), Pedro Santos (57), Rui Lima (70) e Pedro Araújo (87).

Assistência: 714 espectadores.

Lusa

foto: arquivo

{fcomment}