Foi um arranque a meio gás. O Trofense realizou o primeiro treino com os atletas que mantém contrato e com outros que tentam a sua sorte para integrar o plantel para a próxima época.

João Faria, que veio do Ribeirão e internacional pela seleção de sub-29, Caetano, ex-Varzim, três ex-juniores e outros jogadores provenientes do Gondomar e Paços de Ferreira são alguns dos jogadores que, até sábado, prestam provas para conquistar os responsáveis do clube.
Para já, os únicos reforços são Tiago e Zé Manel, que acertaram a continuidade na equipa. Ainda sem treinador definido, que segundo José Leitão, presidente da comissão administrativa, poderá ser conhecido amanhã, sexta-feira, estes treinos servem para não atrasar ainda mais a preparação dos que já lá estão.
Apesar de marcarem presença no treino, o guarda-redes Marco e o eterno goleador e figura do Trofense, Reguila, podem estar de saída para outros clubes.
Mesmo saindo para o Beira-Mar a custo zero, Serginho e Nildo podem trazer dividendos ao Trofense, já que, se os jogadores forem vendidos nos próximos três anos, 50 por cento da transferência cairá nos cofres do emblema da Trofa.
Com o central Varela, que pode estar de malas feitas para o Setúbal, a situação é semelhante. José Leitão explicou que estas medidas resultam das drásticas restrições económicas que o clube está a sofrer.
Para fazer face às dificuldades, José Leitão espera o apoio dos associados e da comunidade, sobretudo dos empresários.
O presidente da Comissão Administrativa confessa-se mais preocupado com o que pode acontecer dentro das quatro linhas do que com a área administrativa do clube, que “é constituído por pessoas competentes”.
“Vão estar sempre em contacto comigo”, frisou.
O primeiro jogo do Trofense na pré-época ainda não está agendado. Já o primeiro encontro oficial está marcado para 31 de julho, na Trofa, com o Leixões, para a Taça da Liga.
{fcomment}