O Rotary Club da Trofa recebeu a visita oficial do Governador Rotário do Distrito 1970. O programa da recepção ao Governador incluiu uma visita ao CENFIM, a tradicional cerimónia de apresentação de cumprimentos ao presidente da Câmara Municipal, bem como um jantar festivo, que decorreu no Restaurante Julinha Gourmet.

A visita oficial do Governador Rotário Henrique Maria Alves, na passada segunda-feira, teve início com uma visita ao CENFIM – Escola Profissional da Trofa, reconhecida pela sua existência única no concelho. Na visita ao CENFIM, o Governador fez-se acompanhar da sua esposa, Alzira Alves, que posteriormente seguiu para uma visita ao Lar Padre Joaquim Ribeiro.

O Governador Rotário foi recebido na Câmara Municipal da Trofa, pelo presidente em exercício, António Pontes para a tradicional apresentação de cumprimentos. Na reunião foram trocadas impressões, apresentadas algumas realidades históricas e culturais do concelho trofense, tendo havido ainda espaço para a troca de lembranças.

Para António Pontes a visita do Governador Rotário “é sempre um motivo de enorme satisfação, porque o Governador Rotário tem uma representatividade ao nível do movimento rotário extremamente importante e do maior significado”.

“Uma vez que faz uma visita neste dia à Trofa, naturalmente que o recebemos na Câmara e damos-lhe a conhecer um bocadinho daquilo que é o nosso concelho para que essa parcela o acompanhe durante o mandato que exerce, que é um mandato anual”, afirmou António Pontes em declarações ao NT/Trofa Tv.

De acordo com o presidente da Câmara em exercício, o encontro foi importante para “estreitar a relação” que a autarquia possui com o Rotary Club da Trofa. “Sobretudo tendo em conta o trabalho que o clube rotário exerce aqui no seio da nossa comunidade, é uma espécie de reconhecimento que a Câmara presta todos os anos ao Rotary Club da Trofa, pelo seu envolvimento em termos de solidariedade e de trabalho, que tem feito por várias causas comunitárias”, sublinhou António Pontes.

Depois da recepção na Câmara Municipal, a visita prosseguiu com uma reunião entre o Governador Henrique Maria Alves e o Conselho Director, no Restaurante Julinha, na Trofa, onde decorreu também o jantar festivo, que contou com a participação de vários convidados do Rotary Club da Trofa e de outros clubes vizinhos. No momento das intervenções, António Pinheiro, presidente do Rotary Club da Trofa, ofereceu, em representação do clube rotário trofense, uma comparticipação no valor de 300 euros, destinada às “acções do Rotary Internacional, o chamado fundo anual de programas”. Por sua vez, o Governador lançou um desafio ao presidente do Rotary da Trofa para a realização de vários projectos.

Em entrevista ao NT/Trofa Tv, o Governador Rotário Henrique Maria Alves mostrou-se muito satisfeito com a visita oficial ao concelho da Trofa. “O Rotary Club da Trofa e o Rotaract Club da Trofa são clubes que trabalham muito bem na sua comunidade, têm projectos de valor e, a partir daqui, vão ser clubes com força e fazer projectos para o mundo”, considerou. O Governador Rotário aproveitou ainda para dar a conhecer o âmbito de trabalho do movimento rotário, exemplificando que “os rotários realizam, a nível mundial, campanhas para a eliminação de algumas ‘pragas’ como é o caso da poliomielite”, uma doença causada por um vírus, que causa paralisia, por vezes, mortal.

“Estamos a um passo de fazer com que a poliomielite passe a ser uma doença só de dicionário”, adiantou Henrique Maria Alves, afirmando que o movimento rotário já eliminou “cerca de 99 por cento dos casos de poliomielite”. “Resta-nos conseguir que uma parte da Índia, o Afeganistão, o Paquistão e a Nigéria, países onde existe uma comunidade muçulmana muito grande, acreditasse que as vacinas vindas da América não fazem mal às crianças”, explicou, acrescentando que isso já foi conseguido, na medida em que no terreno estão já “chefes islâmicos a aplicar as vacinas nas crianças”.

De acordo com o Governador, essa eliminação só é possível com as parcerias que o movimento possui com várias entidades, como a UNICEF, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e as Nações Unidas. “A fundação Bill e Melinda Gates, no ano passado, doou 100 milhões de dólares para esta campanha, sendo que este ano e, graças ao trabalho feito, doou mais 250 milhões, o que nos dá a garantia de que com esse apoio e com o apoio dos rotários que também têm contribuído”, o movimento rotário internacional acabe com a poliomielite.

Henrique Maria Alves adiantou ainda que “está lançado um novo desafio, que é a diminuição da mortalidade infantil”. “Para nós portugueses, essa mortalidade infantil está numa média de 4,2 crianças por cada 1000 nascimentos, dos 0 aos 5 anos, mas por exemplo, os Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e, nomeadamente Angola, têm uma média de 250 crianças por cada 1000 nascimentos dos 0 aos 5 anos”, explicou. “É nessa área que nós portugueses vamos trabalhar, unidos aos rotários brasileiros, para que realmente possamos diminuir essa mortalidade infantil para níveis europeus”, rematou.

António Pinheiro, presidente do Rotary Club da Trofa, afirmou, em declarações ao NT/Trofa Tv, que sempre que o Governador faz a sua visita oficial a um clube, o objectivo é “dar-lhe a conhecer algumas das realidades do concelho”. “O CENFIM é uma escola de excelência que temos no nosso concelho, que não podíamos deixar de lhe dar a conhecer”, sublinhou, acrescentando que, por outro lado, a visita à Câmara Municipal é “um cerimonial de apresentação de cumprimentos, e ao mesmo tempo, serve para mostrar à mesma Câmara o que os rotários estão interessados em colaborar”, como o estabelecimento de “parcerias com a autoridade local, sempre que isso seja considerado oportuno”.

{flvremote}http://trofa.otos.tv/videos/rotary.flv{/flvremote}

Fazendo referência à actividade do Rotary Club da Trofa, António Pinheiro salientou o clube trofense como “um clube jovem”, constituído por membros que “estão ainda numa fase de aprendizagem”. “Apesar disso, a experiência que alguns de nós tinham já adquirido no Rotary Club de Santo Tirso, fez com que rapidamente adoptássemos algumas práxis do Rotary Club de Santo Tirso”, afirmou, fazendo referência ao Peditório para a Liga Portuguesa contra o Cancro e ao rastreio do cancro do estômago, uma iniciativa “muito interessante, que tem tido muito reconhecimento das populações”, já realizado em todas as freguesias do concelho.

António Pinheiro abordou ainda a actividade do Rotaract Club da Trofa, formado por “jovens que são uma escola e um grupo muito activo”. “Será não só um grupo cuja intervenção já é visível, nomeadamente com algumas acções com o ASAS, mas também teremos ali um manancial de futuros rotários, mais jovens, que irão enriquecer o nossos clube a curto prazo”, frisou em jeito de conclusão.

De acordo com o funcionamento do movimento rotário, a visita do Governador é um acontecimento de relevo, que ocorre uma vez por ano, na medida em que o organigrama funcional dos rotários determina que os dirigentes têm um mandato de um ano, não sendo possíveis as recandidaturas.