A Trofa é o 2º Município do Norte de Portugal que mais exporta produtos de alta tecnologia (fora do setor da eletrónica). Quatro municípios do Norte dominam 77,5% do valor global destas exportações, sendo a Trofa responsável por 17,4% desse volume, ao lado de Braga (41,1%), Porto (10,8%) e Maia (8,2%).

Estes dados foram revelados pelo relatório Norte Estrutura, documento elaborado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), divulgado a 26 de novembro, que dá conta que o Norte foi a região de Portugal Continental que mais convergiu com a média da União Europeia, durante a última década, em matéria de inovação.

Face a estes resultados excelentes, o Presidente da Câmara Municipal da Trofa, Sérgio Humberto conclui que “o dinamismo do tecido empresarial do Município Trofense é notório e reflete-se no aumento das exportações e na crescente aposta na produção tecnológica. A Trofa, graças à sua excelente localização geográfica e ao vigor e visão dos seus empreendedores, tem a vantagem de ter vários clusters diferenciadores, complementando-se entre si, em áreas como a saúde, a metalomecânica, a alimentação, o têxtil e a tecnologia, não estando assim, dependente de uma única área de negócio.”

Para apoiar as empresas da Trofa, a Autarquia criou várias valências, como “o Via Azul Simplifica”, que funciona como um serviço vocacionado para os investidores, que desde a sua fundação em 2014, já possibilitou a implantação de centenas de empresas no território concelhio, ou através da iniciativa Roteiro do Empreendedorismo que começou em 2016, e tem permitido à nossa Câmara Municipal conhecer, in loco, as empresas locais e o seu posicionamento no mercado nacional e internacional “, remata o Edil Trofense.  

De acordo com o relatório Regional Innovation Scoreboard de 2019 – da autoria da Comissão Europeia – o Índice Global de Inovação do Norte aumentou de 83,3% para 92,7% da média da UE28, entre os anos de 2011 e 2019, em evidente contraste com a estagnação observada na Área Metropolitana de Lisboa (atual líder a nível nacional), que viu o mesmo indicador crescer pouco mais de 1 ponto percentual, de 93,4% para 94,6%, durante o mesmo período.

Do lado das potencialidades em matéria de inovação, o Norte está entre as regiões mais inovadoras da europa nos seguintes indicadores: as despesas de inovação não-I&D (investimento em máquinas numa lógica de modernização), os registos de marcas e de design, a percentagem das PME que praticaram atividades internas de inovação e a percentagem das PME com inovações tecnológicas (produto e processos).

Fonte Câmara Municipal da Trofa