quant
Fique ligado

Covid-19

Trofa: mais oito casos de Covid-19 confirmados

Publicado

em

Há mais oito casos confirmados de Covid-19 entre pessoas do concelho da Trofa.

Segundo o relatório da Direção-Geral da Saúde, apresentado hoje, o município trofense contabiliza 56 infetados.

A nível nacional, há 11.730 casos já confirmados, com 311 mortes (mais 16 que ontem) e 140 recuperados (mais 65 nas últimas 24 horas).

No que respeita à distribuição demográfica dos casos, e olhando para os municípios mais próximos, a Maia contabiliza 444 infetados, Valongo 364, Vila Nova de Famalicão 145, Santo Tirso 82, Vila do Conde 47 e Póvoa de Varzim 30.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Covid-19

Covid-19: OMS recomenda reforço com vacina da Pfizer em menores de 12 anos

Publicado

em

Por

O comité de peritos assessor da Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou hoje que seja alargada a administração de uma dose reduzida da vacina da Pfizer-BioNTech contra a covid-19 a crianças dos 5 aos 11 anos.

A dose aconselhada para este grupo etário é de 10 microgramas, em vez dos 30 microgramas para os maiores de 12 anos, indicou o SAGE, salientando que as crianças dos cinco aos 11 anos constituem a franja de prioridade mais baixa, salvo se tiverem doenças graves anteriores.

O Grupo Assessor Estratégico de Peritos da OMS (SAGE) acordou na última reunião recomendar também que a dose de reforço desta vacina comece a ser aplicada primeiro aos grupos de risco, como idosos e profissionais de saúde entre quatro a seis meses depois do esquema completo.

Os peritos da OMS instaram os países com cobertura de vacina mais baixa a concentrarem-se primeiro em aumentar a vacinação nos grupos de maior risco, antes de a oferecerem aos de menor risco.

Em países com cobertura média a elevada em grupos de riscos, a prioridade deve ser oferecer a dose de reforço a estes, antes de imunizar com a vacinação completa os de menor prioridade.

O SAGE classificou como “anúncios positivos” as previsões de produção de doses para este ano e considerou que deverão garantir a administração de vacinas a nível global.

“O número de doses mensais previsto é suficiente para cobrir os diferentes cenários de cobertura dos vários países, incluindo as doses de reforço”, sublinhou, em conferência de imprensa virtual, a diretora do Departamento de Imunização da OMS, Kate O’Brien.

Publicidade

O’Brien alertou, no entanto, que isto só será possível se a distribuição de vacinas deixar de ser “desigual” e não se repetirem as limitações na administração.

A cobertura em 34 países é ainda inferior a 10% da população total, enquanto em 86 se sita em cerca de 40%, devido à acumulação de doses ocorrida no ano passado em alguns países, recordou a especialista da OMS.

A covid-19 provocou pelo menos 5,57 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Continuar a ler...

Covid-19

Portugal com 58.530 infeções, novo máximo diário, e 49 mortes

Portugal registou 58.530 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 49 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Publicado

em

Por

Portugal registou 58.530 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, um novo máximo desde o início da pandemia, e mais 49 mortes associadas à covid-19, indicam os números hoje divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nas últimas 24 horas foram hospitalizadas mais 40 pessoas com covid-19, totalizando agora 2.044 internamentos, 162 dos quais em unidades de cuidados intensivos, onde estão hoje mais 10 pessoas.

Pelo quarto dia consecutivo, Portugal bate um novo máximo de novos contágios diários, com mais 2.104 novas infeções do que na quinta-feira.

No boletim epidemiológico de hoje registam-se 20.156 pessoas recuperadas (num total de 1.675.736 desde o início da pandemia) e mais 38.325 casos ativos, que totalizam 422.893.

Nas últimas 24 horas foram colocados em vigilância mais 34.280 contactos, que são agora 425.910.

Desde março de 2020 foram infetadas 2.118.125 pessoas com o SARS-CoV-2 e foram declaradas 19.496 mortes associadas à covid-19.

Das mortes com covid-19 nas últimas 24 horas, 19 aconteceram na zona de Lisboa e Vale do Tejo, 14 na região Norte, nove na região Centro, cinco na Região Autónoma da Madeira, uma no Alentejo e uma no Algarve.

Publicidade

É o número mais alto de mortes de pessoas com covid-19 em 24 horas desde 25 de fevereiro de 2021, quando também morreram 49 pessoas.

A maior parte dos novos contágios foi diagnosticada na zona Norte, com 24.930 infeções (com um total de 789.643 casos e 5.917 mortes de pessoas com covid-19 desde o início da pandemia).

Na região de Lisboa há mais 17.673 infeções, totalizando 816.642 contágios e 8.224 mortes com covid-19 desde março de 2020, enquanto a região Centro regista mais 8.719 novos casos (284.805 no total e 3.434 mortes).

No Algarve foram infetadas nas últimas 24 horas pelo menos 2.199 pessoas (total de 81.464 contágios e 610 mortes com covid-19) e no Alentejo mais 2.011 (total de 70.249 casos e 1.105 mortes).

Duas das pessoas com covid-19 que morreram tinham entre 50 e 59 anos, oito tinham entre 60 e 69 anos, sete entre 70 e 79 anos e 32 tinham mais de 80 anos.

Quanto às novas infeções por faixa etária, 9.886 registaram-se em crianças até 9 anos, 9.308 entre 10 e 19 anos, 7.572 entre 20 e 29 anos, 9.898 entre 30 e 39, 10.850 entre 40 e 49 anos, 5.614 entre os 50 e 59 anos, 2.871 entre 60 e 69, 1.568 entre 70 e 79 anos e 963 em pessoas com 80 anos ou mais.

O SARS-CoV-2 já infetou pelo menos 1.121.742 mulheres e 994.224 homens em Portugal. Há ainda 2.159 casos de sexo desconhecido que estão sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de forma automática.

Publicidade

Das pessoas com covid-19 que morreram, 10.256 eram homens e 9.240, mulheres.

A covid-19 provocou pelo menos 5,57 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também