Autarcas consideram insustentável a indefinição dos limites dos concelhos de Trofa e Santo Tirso, que tem causado inúmeros problemas às populações.

Trofa e Santo Tirso continuam sem saber onde começa e acaba cada um dos concelhos. Apesar da criação do concelho da Trofa ter ocorrido há quase 14 anos, a delimitação de fronteiras e a partilha de bens continua por fazer. Os autarcas da Trofa, Joana Lima e de Santo Tirso, Castro Fernandes, apontam o dedo à Assembleia da República que deveria há muito tempo ter tomado a decisão que lhe compete e que teria já poupado milhares de horas de trabalho e de euros às populações e empresas dos dois concelhos.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.

{fcomment}