trofa-10-anos Comissão de honra dos dez anos de concelho composta pelo Presidente da República, Presidente da Assembleia da República, Primeiro-ministro e Bispo do Porto

O concelho mais novo do país está prestes a completar dez anos. Uma década que o presidente da Câmara avaliou positivamente, enunciando algumas obras que contribuíram para a “revolução” do concelho. O programa das comemorações conta com inúmeras actividades culturais e desportivas e ainda com a presença de personalidades ilustres do país.

 “Recordar o passado, mas projectar sempre o futuro”. Foi desta forma que Bernardino Vasconcelos classificou o programa das comemorações dos 10 anos da criação do concelho. Uma década de “revolução total” em todo o espaço geográfico do concelho, referiu o edil, enunciando as obras de saneamento “que permitirão cobrir 95 por cento do concelho em 2009”, a requalificação do edifício educativo e o apoio à acção social. Na lista de “obras feitas”, Vasconcelos incluiu também os “cerca de 200 quilómetros de arruamentos pavimentados por todo o concelho”. Estas foram as considerações que antecederam a apresentação do programa recheado que de 8 de Novembro a 14 de Dezembro marcará os dez anos de concelho. O primeiro dia fica marcado pelo jantar de gala, e pelo meio, o mítico 19 de Novembro, feriado municipal, que contará com algumas surpresas, para além das actividades habituais, como o hastear das bandeiras e a interpretação do hino nacional pelas crianças do concelho. O último dia coincide com a publicação formal em Diário da República da criação do concelho da Trofa, em 1998, e marcará a inauguração de um painel de azulejos alusivo ao 10º aniversário do concelho.

Uma emissão de selos comemorativos e o lançamento de um hino, com letra de Valter Hugo Mãe e música de José da Ponte, são duas das novidades das comemorações, cuja comissão de honra é constituída pelo Presidente da República, Cavaco Silva, presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, primeiro-ministro, José Sócrates, e Bispo do Porto, D. Manuel Clemente.

O programa conta ainda com várias actividades culturais e desportivas, como a exposição “10 anos Trofa”, na Casa da Cultura, a 15 de Novembro, uma iniciativa de cicloturismo pelo concelho e uma “parade” do movimento associativo. Os Fingertips, grupo musical de renome nacional, actuam no feriado municipal, na Feira e Mercado da Trofa, em S. Martinho de Bougado, pelas 22 horas.

Fazendo uma retrospectiva do dia que marcou a elevação da Trofa a concelho, Bernardino Vasconcelos recordou “a mega manifestação de 10 mil trofenses que com um civismo extraordinário viveram com grande alegria a aprovação do projecto-lei que apenas não mereceu o voto favorável do Partido Socialista. Espero que hoje todo o desenvolvimento do concelho lhe faça pensar de maneira diferente”.

Por outro lado, fazendo uma previsão para o futuro da Trofa, o edil afirmou que “nos próximos seis anos o concelho estará irreconhecível, pois terá uma verdadeira face urbana”, referindo-se à linha de caminhos-de-ferro do Minho, ao Metro e aos Paços do Concelho. “Queremos que as pessoas venham para cá, não para residir, mas sim para viver”, frisou o presidente.