A Trofa foi um dos quatro concelhos que recebeu os 24 refugiados oriundos do Egito, na passada terça-feira.

“Todos eles beneficiam do Estatuto de Refugiado concedido por despacho do Ministro da Administração interna e são titulares de uma Declaração comprovativa do Estatuto de Proteção Internacional, enquanto aguardam a emissão do Título de Residência para Refugiado nos termos da Lei de Asilo”, informou o Ministério da Administração.

Loures, Lisboa e Almada foram as outras autarquias a receber estes cidadãos, que são nacionais da Somália, Etiópia, Sudão e Síria.

Com este grupo, são já 696 os cidadãos acolhidos em Portugal ao abrigo do Programa Nacional de Reinstalação do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

Foram, igualmente, acolhidos 232 migrantes resgatados por navios humanitários no Mediterrâneo.

“No âmbito do compromisso português com a Comissão Europeia para a recolocação de até 500 menores não acompanhados, encontram-se já 78 menores no país”, informou ainda a tutela.

foto: freepik