A autarca trofense destaca as mudanças num dos acontecimentos mais importantes no concelho. Joana Lima defende que a ExpoTrofa “é um evento incontornável das feiras de verão”.

“Esta edição marca o início de um novo ciclo da ExpoTrofa”. Esta é a convicção de Joana Lima, presidente da Câmara Municipal da Trofa, que anunciou que “a partir deste ano, serão muitas as novidades introduzida~s paulatinamente neste certame”. “Porque a experiência do passado evidenciou que a ExpoTrofa tem servido para criar e multiplicar a mística da nossa terra, desejamos agora, que esta feira cresça e assuma um renovado protagonismo capaz de criar novos dinamismos e novas mais-valias”, reiterou.

O alargamento do certame ao Parque Dr. Lima Carneiro “antecipa a continuidade que os Parques vão assumir, em breve, depois de terminadas as obras de reestruturação que decorrerão no âmbito de uma Candidatura de Requalificação Urbana”.

“Os trofenses e os visitantes, que este ano passarem pela Trofa, vão descobrir um recinto maior, mais bem estruturado e arrumado, permitindo uma maior otimização do espaço. Uma situação inovadora que foi criada com concretização de uma pequena obra de ligação dos dois parques, uma obra provisória, mas que faz toda a diferença, aproximando e unificando este pulmão da nossa cidade”, considerou Joana Lima.

O objetivo é que a edição 2011 da ExpoTrofa “constitua um dos momentos altos da estratégia traçada para a promoção dos produtos e das atividades económicas, industriais e comerciais” do concelho: “Para tal, estarão em destaque não só as empresas e os seus produtos, mas também os vinhos, o fumeiro, o artesanato e a gastronomia, criando uma oportunidade única para a criação e a consolidação de laços entre os agentes económicos, os consumidores e a produção”.

Por tudo isto, Joana Lima considera que “a ExpoTrofa é atualmente um evento incontornável das feiras de verão, atraindo pessoas dos diversos pontos do território nacional”.

O concerto de Tony Carreira será o ponto alto dos nove dias de festa. O espetáculo foi deslocalizado para a Feira/ Mercado da Trofa, “depois de um parecer conjunto da Guarda Nacional Republicana, da Polícia Municipal, da Proteção Civil concelhia e da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa apontar nesse sentido”.

“Apesar de tudo, tenho a firme convicção que este concerto só vai trazer benefícios, quer para o município, projetando a Trofa a nível nacional, quer para a ExpoTrofa, dinamizando o primeiro domingo do certame, quer para o público local, que gosta e segue este cantor, que pode assim assistir a um excelente concerto, sem sair da sua terra”, defendeu a edil trofense.

Este ano, o último dia do certame, 10 de julho, coincide com a realização da Super Especial da Trofa, mas isso não preocupa a autarca: “A animação cultural e desportiva de um concelho como o nosso, com características tão específicas, tem que ser alargado e diversificado”. “Há públicos diferentes que procuram atividades distintas, que não concorrem entre si, mas que podem ser complementares, como é o caso. Desta forma, criam-se condições para trazer ao concelho milhares de visitantes, que em família poderão descobrir a velocidade e a emoção dos automóveis e, mais tarde, passar pela ExpoTrofa, ou vice-versa”, especificou.

Ao longo de nove dias, “os trofenses podem esperar qualidade, profissionalismo, muita organização e animação abundante”.

{fcomment}