centro_de_estudos_camilianos

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Armindo Costa, entrega o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo 2008 à escritora Teresa Veiga, esta sexta-feira, dia 27 de Novembro, pelas 16.00 horas, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, uma unidade de investigação literária da Casa-Museu Camilo Castelo Branco, em S. Miguel de Seide.

Teresa Veiga foi a grande vencedora com a obra “Uma Aventura Secreta do Marquês de Bradomín”, da editora Cotovia. Promovido pela Associação Portuguesa de Escritores (APE), com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, o Grande Prémio de Conto tem o valor pecuniário de 5 mil euros e foi decidido, por unanimidade, por um júri composto por Clara Rocha, Fernando J. B. Martinho e Liberto Cruz.

Nascida a 24 de Março em Lisboa, Teresa Veiga – de quem pouco se sabe, porque não dá entrevistas nem revela a sua verdadeira identidade – licenciou-se em Direito na Universidade de Lisboa em 1968, especializou-se e exerceu entre 1975 e 1983 o cargo de conservadora do registo civil nos arredores da capital.
Depois, decidiu estudar Filologia Românica, curso que concluiu em 1981, tendo sido professora de Português e Francês no ensino secundário durante vários anos.

Sobretudo conhecida como contista, Teresa Veiga, embora com poucos livros publicados, tem visto reconhecida pela crítica a sua obra, composta por títulos como “Jacobo e Outras Histórias” (1981), “O Último Amante” (1990), “História de Bela Fria” (1992), “As Enganadas” (2003) e o romance “A Paz Doméstica” (1999), editados pela Cotovia.
Esta é a segunda vez que a autora recebe o galardão, depois de em 1992 o ter recebido pela obra “História da Bela Fria”.

Outros autores distinguidos com o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco foram Mário de Carvalho, Maria Isabel Barreno, Maria Velho da Costa, Maria Judite de Carvalho, Miguel Miranda, Luísa Costa Gomes, José Jorge Letria, José Eduardo Agualusa, José Viale Moutinho, António Mega Ferreira, Teolinda Gersão, Urbano Tavares Rodrigues, Manuel Jorge Marmelo, Paulo Kellerman, Gonçalo M. Tavares e Ondjaki.