Os trofenses Gonçalo Marques e Salvador Monteiro sagraram-se campeões nacionais de ténis, no escalão de sub-14 e sub-12, respetivamente.

Gonçalo Marques, de Covelas e representante da Escola de Ténis da Maia, destacou-se em singulares, no Campeonato Nacional Individual/Taça Guilherme Pinto Basto, no CT Setúbal.

Na final com João Portugal, primeiro cabeça de série e vice-campeão em título, Gonçalo Marques, segundo pré-designado, impôs-se em dois sets, por 6-1 e 7-5.

Na Academia de Ténis Vale do Lobo, Salvador Monteiro, também atleta da Escola de Ténis da Maia, depois de eliminatórias em que mostrou uma clara superioridade perante os adversários, teve uma performance, igualmente, de bom nível na final, batendo Rodrigo Leal com os parciais de 0-6, 6-2 e 6-1.

“Ser campeão nacional significa muito trabalho, ter muito para ganhar, mas estou feliz”, ressalvou Salvador Monteiro, que dedicou a vitória ao pai e treinador Tozé Monteiro.

Para além de ganhar na variante singular, juntou ao seu palmarés o título de campeão nacional de pares masculinos ao lado do finalista, Rodrigo Leal, e o de pares mistos, ao lado de Constança Catalão. 

“Salvador Monteiro fez um triplete histórico, proeza apenas alcançada por um número muito restrito de jogadores em Portugal. O Clube de Ténis da Trofa orgulha-se da sua contribuição na formação deste jovem e promissor tenista trofense”, referiu Tozé Monteiro, responsável pela coletividade trofense.