O TCA – Trofa Comunidade de Aprendentes cria oportunidades de qualificação e formação para a comunidade trofense há quatro anos. Para comemorar o sucesso do projecto, o TCA organizou um conjunto de actividades que começaram no dia 9 de Junho e terminaram na passada sexta-feira na Escola EB 2,3 de S. Romão do Coronado.

  Poder juntar idosos, crianças e jovens no mesmo espaço, onde podem aprender mais e melhor com a troca de experiências e o acompanhamento de técnicos habilitados é o objectivo do TCA, que comemora quatro anos de actividade no concelho da Trofa.

Para comemorar o sucesso do projecto, foi organizado um conjunto de actividades que começaram no dia 9 de Junho e terminaram na passada sexta-feira na Escola EB 2,3 de S. Romão do Coronado, com um churrasco/convívio.

Joaquim Azevedo, Reitor da Universidade Católica do Porto e um dos impulsionadores do projecto TCA, explicou ao NT a importância deste tipo de actividades para a comunidade. "Há uma sede enorme de aprendizagem, que eu penso que existe em todo o país, mas aqui as pessoas podem expressá-lo porque nós temos centros de aprendizagem em cada freguesia, onde temos pessoas habilitadas que os acompanham, aos idosos, aos jovens, às crianças e adultos", afirmou.

Com o apoio de 200 instituições do concelho da Trofa, o TCA "envolve idosos em dinâmicas de formação como as de alfabetização, escrever, ler e calcular. Existe também oferta para adultos que querem tirar cursos de vários tipos. Grupos de jovens que ajudamos a animar e a desenvolver, até actividades que ligam crianças com idosos. Enfim, há cursos para todas as idades, que têm envolvido muitas pessoas da Trofa ao longo destes quatro anos", afirmou Joaquim Azevedo.

O TCA "é uma aposta ganha" para António Pontes, vice-presidente da Câmara Municipal da Trofa. "Temos aqui pessoas de várias freguesias e de várias idades, porque o preconceito que existia há uns anos de que a escola é apenas para as crianças e quando muito para os jovens, deixou de existir e eu penso que o Trofa Comunidade de Aprendentes teve um papel bastante importante no derrube deste preconceito", explicou o vice-presidente.

António Pontes não deixou de frisar o carácter inovador desta iniciativa: "Quando avançamos para este projecto havia muitas incertezas, porque era uma ideia nova, pioneira e porque não havia nenhum projecto destes em Portugal. Conhecíamos alguns deles em França, Espanha, mas em Portugal não havia nada parecido. Agora dizemos que esta é uma posta ganha, e uma aposta para continuar".

A Escola EB 2,3 de S. Romão do Coronado, para além de se juntar às comemorações do TCA, festejou também os sete anos de existência do Agrupamento Coronado/Covelas e os dois anos da Casa de Aprender – uma iniciativa da Universidade Católica e do TCA concretizada na escola.

José Magalhães, presidente do Conselho Executivo da escola, satisfeito com a abertura do espaço à comunidade trofense, não deixou de enaltecer o trabalho do TCA que "para a Trofa trouxe uma dinâmica, que até então não existia e para a escola, conseguiu uma relação escola/comunidade que nós não conseguiríamos sozinhos, ajudando-nos a reduzir o abandono escolar".

O TCA – Trofa Comunidade de Aprendente é um projecto da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica do Porto, em parceria com a Câmara Municipal da Trofa que visa criar oportunidades de aprendizagem ao longo da vida a todos os cidadãos do município. Promove também fóruns mensais e tertúlias, para os quais convidam personalidades importantes que debatem temas actuais.