Soutrofense 

Domingo fomos ao Aves, fizemos da sua a nossa casa e, meus amigos, aquilo em vez de depenar foi uma pena que só visto, mas eu como bom Bruxo sei o que se passou e vou contar-vos tudo.

Admite-se colocarem os nossos meninos a jogar às 15 horas? Está mal…Estavam habituados a jogar às 16 horas, perderam a hora da sesta, notou-se…Entraram apáticos, tristes, nervosos, acham que a culpa é deles? Não, a culpa é da Liga que marca jogos para as três, nem dá tempo dos adversários costurarem as redes da baliza, estas coisas haja alguém que as denuncie.

Assim como haja quem conforte o nosso “redes”, uma chouRIÇA de vez em quando até faz bem para subir as tensões, dão ânimo ao público para mandar uns elogios para dentro do campo, ou pensavam que só a cerveja aquece os ânimos e quase faz andar aos “bananos” uns contra os outros?

Dizem que a culpa é do mister, que culpa teve ele de colocar uma equipa cheia de táctica para jogar pelo chão, se o relvado estava uma miséria? Só podia ter dado instruções para jogar pelo ar.

Não tinha em campo jogadores com características aéreas? Engano meus amigos, mais aéreos não podiam estar, bola p’rá frente e fé no Licá que para muitos já está mais negro que a cor do Moustapha e isso, eu que sou Bruxo, digo que o pobre do rapaz até foi dos melhorzinhos do Trofense. Assim como não tem culpa se o Romeu se tivesse esquecido dos cantos da casa e andasse perdido, andava a ver se aprendia alguma coisa com o João Silva, que foi o melhor do jogo e se já na Trofa nos tinha marcado, o rapaz só tinha era que tentar aprender com ele, porque com os colegas domingo estava visto que não era dia de aula.

Outro culpado foi o árbitro, expulsou o Bishoff (que voltou a Portugal para ir ao Mundial, acabou no Aves e vai conseguir o bilhete com a mesma velocidade que deixou o relvado, lá para 2040), deixou o Trofense orfão, o jogador encarregue de o marcar, ficou perdido, não sabia o que fazer, então estorvava os colegas de equipa e era um “foge da bola” que só visto, tal era a gentileza de querer dar o privilégio do chuto a um companheiro qualquer. Eu até desconfio que, se calhar, a bola estivesse armadilhada, nem os apanha bolas tinham pressa em lhes tocar, não fosse ela explodir.

Mas a explosão veio na segunda-feira, andava tudo ainda a refazer-se das “penas” e a falar dos “EXs” (parece que é a nova moda, nos blogues da Trofa os EXs) e qual efeito carjacking, somos “comunicados” que o treinador foi levado pela corrente do Ave e como desaguou em Vila do Conde, foi lá que menos de quatro horas depois foi encontrado novo treinador.

O agora “Ex” treinador do Vizela, Daniel Ramos foi o eleito, pobres vizelenses, foram uns companheiros na luta pelo concelho e agora são o nosso supermercado no futebol, só nos falta irmos buscar o ponta de lança senegalês, pois de resto, tudo que era bom, já cá está.

Dizem-me que o novo treinador não é adepto daquela regra estúpida de “equipa que ganha, não se mexe” e prepara o plantel conforme os adversários, só por isso, já tem a aprovação do Bruxo. Força amigo, o Curral está contigo.

Eu, como Bruxo, não concordo com esta “limpeza eficiente” da direcção. Parece que usaram os serviços do Bruxolimpa, nem nos deram tempo de especular, arranjar candidatos entre os desempregados, fazer inquéritos de opinião, debater o assunto entre um cafezinho, nada de nada.

Depois de uma flor (Tulipa), tivemos uma árvore de folha persistente, (Oliveira) que não resistiu às nidificações dos “animais penudos” (leia-se Galos de Barcelos e Aves em geral), foi dada uma poda, foram buscar um novo tipo de Ramos (Daniel), mais novos e capazes de florescer na Primavera.

Ao Director Desportivo ou Assessor como lhe quiserem chamar, foram-lhe dadas responsabilidades acrescidas, o Presidente reforçou-lhe os poderes, chama-se agora “Manager”, (diz que é uma espécie de 2 em 1, Director+Gestor Desportivo) isso faz-me lembrar música e como tal eu preferia que tivesse antes o título de Maestro, para de batuta em punho colocar ordem nesta banda e fazer com que tocassem todos pela mesma pauta, porque instrumentos temos nós e dos bons, temos é que afiná-los e fazer com que toquem todos em sintonia.

Em sintonia continuarão os sócios, acredito que respondam ao apelo do novo treinador e apareçam para apoiar a equipa, nisso mostramos aos rapazes como se faz, nas assistências aos jogos vamos em primeiro, por isso façam a vossa parte, vamos atacar a tabela classificativa, como dizia alguém LUTEM POR NÓS…

Bruxo do Curral da Mula